-->


Home
Brasília, 25 de março de 2008

ANO XIII

Nº 2564

     

Quebra de Compromissos
Possível proposta acirra ânimos e deve intensificar greve

A notícia de que o Governo estaria articulando uma proposta de reajuste a ser enviada diretamente para o Congresso Nacional, rebaixando ainda mais a Classe, acirrou os ânimos dos Auditores-Fiscais.

A DEN (Diretoria Executiva Nacional) entende que não só os Auditores estão sendo rebaixados, mas toda a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), o que é mais um contra-senso do Governo.

O rebaixamento da Receita não reflete a realidade. O órgão é o responsável pelo sustento da máquina pública, além de ser um modelo de eficiência, traduzido pelos repetidos recordes de arrecadação mês a mês. Além disso, a criação da RFB, a partir da fusão da Secretaria da Receita Federal e da Secretaria da Receita Previdenciária, teve como conseqüência o aumento das atribuições da Classe, o que justificaria ainda mais o pleito dos Auditores.

Completando a lista de contra-sensos, o Governo estaria planejando estender o calendário de implementação do reajuste até 2010 e oferecer percentuais superiores aos Analistas Tributários – que auxiliam o trabalho dos Auditores-Fiscais.

Diante do descaso, os Auditores estão dispostos a recrudescer ainda mais o movimento para exigir o respeito que merecem. É inadmissível que um Governo, que sempre se vangloriou por privilegiar o diálogo e a negociação, volte atrás em todas as promessas seladas, demonstrando total falta de reconhecimento com uma Classe que dá reiteradas provas de compromisso com o Estado brasileiro.

 

INÍCIO

Administração
Rebaixamento atinge gestão da RFB

Insatisfeitos em promover o rebaixamento do salário dos Auditores-Fiscais ao segundo patamar remuneratório do poder Executivo, os dirigentes do Ministério da Fazenda estariam por retirar a relativa autonomia orçamentária da RFB (Receita Federal do Brasil), igualando o órgão às demais secretarias do Ministério.

Com a mudança, a Receita teria dificuldades para gerir seu pessoal, assim como os investimentos e as despesas do Órgão. Dessa forma, o orçamento da RFB seria incorporado ao orçamento geral do ministério, contrariando a Emenda Constitucional 42/2003. É importante deixar claro que a destinação de recursos orçamentários prioritários reconhece a essencialidade da administração tributária para o funcionamento do Estado brasileiro.

O aviltamento da Classe por parte do Executivo está indo além da diferenciação entre os salários dos Auditores e dos delegados da Polícia Federal e do tratamento diferenciado na negociação da Campanha Salarial dos dois cargos. Ele se manifesta ainda num verdadeiro desprestígio do órgão.

Cabe aos colegas Auditores-Chefes manifestar seu repúdio à falta de reconhecimento da excelência da Receita Federal do Brasil, visto que esse desprestígio se refletirá em todas as instâncias do órgão, comprometendo a execução de sua missão e tornando-o inviável administrativamente.

 

INÍCIO

Santos
DS reúne mais de cem Auditores em Assembléia

O dia de ontem (24/3) certamente ficará marcado na história da Classe dos Auditores-Fiscais, em Santos. Numa demonstração de consciência coletiva, unidade e força, mais de cem Auditores-Fiscais participaram da Assembléia Local convocada pela DS (Delegacia Sindical), deliberando, com mais de 90% dos votos, pela manutenção do movimento grevista durante esta semana, até quinta-feira, dia 27.

A Classe comprovou uma coesão que há muito tempo não se via, especialmente, para um início de movimento, quebrando paradigmas e recuperando a auto-estima de Autoridade Fiscal.

O presidente da DEN (Diretoria Executiva Nacional), Pedro Delarue, convidado a participar da Assembléia, resgatou o histórico da negociação com o Governo, reiterando que, ninguém mais do que ele, “trabalhou para ter uma negociação com final feliz, mas, infelizmente, o Governo não soube reconhecer os sinais de boa-vontade que a Classe externou, obrigando-nos a partir para a greve”.

Para o presidente da DS, Wellington Clemente, Santos atingiu esse alto grau de consciência coletiva graças à transparência com que o movimento foi construído, a partir de constantes informações para os Auditores através de boletins locais e outros informes, e por ter surgido legitimamente da base, depois de esgotada a via da negociação.

Os Auditores lotados em Santos decidiram seguir contribuindo com o movimento, conclamando outros colegas a participar das próximas deliberações. A consciência da importância de cada um construirá uma mobilização cada vez mais forte.

 

INÍCIO

Articulação
Auditores levam pleito ao senador Romero Jucá

O líder do Governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), abriu um espaço na sua agenda, ontem (24/3), antes de uma reunião no Palácio do Planalto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para receber representantes da DEN (Diretoria Executiva Nacional) e da Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal).

O vice-presidente do Unafisco, Gelson Myskovsky, foi acompanhado do diretor-adjunto de Assuntos Parlamentares do Unafisco, João Santos, e da diretora de Assuntos Parlamentares da Fenafisp, Elizabete Ferraz, além do diretor que ocupa a mesma pasta na DS (Delegacia Sindical) Brasília, George Alex de Souza. João Santos entregou ao senador a “Carta aos Parlamentares”, assinada pelas duas entidades, descrevendo toda a trajetória dos sete meses de negociação dos Auditores-Fiscais com o Governo. O documento foi publicado anexo à edição da última segunda-feira (24/3) do Boletim Informativo.

O diretor da DS/Brasília também mostrou a Jucá as tabelas apresentadas pelo Governo em fevereiro passado e em 12 de março, propondo um rebaixamento inexplicável do salário inicial da Classe, destacando, especialmente, o tratamento desigual dado aos Analistas que tiveram um percentual de reajuste superior ao dos Auditores. Souza explicou também que falta pouco para que o pleito dos Auditores seja atendido.

“Tivemos a informação de que o Governo deve apresentar diretamente para o Congresso Nacional uma terceira tabela que não só rebaixa o salário inicial como também o salário final, rompendo de uma vez por todas o compromisso de alinhamento com as demais Carreiras Típicas de Estado”, disparou Myskovsky. “Queremos que o Governo reabra o canal de negociação de maneira séria e respeitosa”, complementou Elizabete Ferraz.

Jucá - de saída para o Palácio do Planalto - se comprometeu a levar o assunto ao presidente Lula e tão logo seja possível dar uma resposta aos Auditores-Fiscais.

INÍCIO

 

Estratégia
CNM se reúne novamente a partir de hoje

O CNM (Comando Nacional de Mobilização) voltará a se reunir a partir de hoje (25/3), em Brasília, para acompanhar o andamento da greve dos Auditores-Fiscais, bem como avaliar e propor ações para os próximos dias.

Como forma de garantir o bom andamento dos trabalhos, o CNM conta com toda a infra-estrutura necessária para torná-lo o mais operacional possível. Foram disponibilizados quatro computadores, uma impressora multifuncional, internet banda larga, seis linhas telefônicas e uma conta específica de e-mail.

O CNM solicita que os comandos locais enviem as informações de suas bases sobre a mobilização (números e percentual de paralisação, fatos ou problemas em destaque) diariamente até as 15 horas através do e-mail: cnm@unafisco.org.br.

Os telefones do Comando estão publicados na Área Restrita do site do Unafisco.

 

INÍCIO

Enaf
Comando dará orientações sobre participação na operação

Em vista da greve iniciada pela Classe em 18 de março, os Auditores-Fiscais convocados para trabalhar na Enaf (Estratégia Nacional de Fiscalização) deverão aguardar orientações do CNM (Comando Nacional de Mobilização) sobre os procedimentos que devem adotar durante a paralisação. A DEN (Diretoria Executiva Nacional) vai encaminhar o assunto ao CNM para ser discutido na reunião que começa hoje.

A Enaf| consiste no direcionamento de esforços da fiscalização de maneira integrada e simultânea, com a participação de todas as unidades da Receita Federal do Brasil, e é composta por diversos programas de fiscalização. Somente no primeiro programa, voltado às pessoas físicas, a estimativa é de que o crédito a ser constituído ultrapasse R$ 1 bilhão.

INÍCIO

 

Chuí
Pátio da Inspetoria está lotado

O Comando Local de Mobilização do Chuí (RS) informa que o pátio da Inspetoria está lotado desde a quinta-feira passada (20/3), aumentando as filas de caminhões, que se estendem ao longo da rodovia BR 471.

Os 30% dos Auditores-Fiscais que permanecem trabalhando realizam a liberação de cargas perecíveis, animais vivos e produtos perigosos. O estoque de despachos a ser desembaraçado já é quatro vezes maior do que os existentes em períodos de atividades normais.

INÍCIO

 

Barueri
Adesão é praticamente total

Em nota enviada à DEN (Diretoria Executiva Nacional), a diretora de Comunicação da DS (Delegacia Sindical) Osasco, Silvana Menezes, informa que na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil), em Barueri, a adesão à greve continua elevada. “Estamos mantendo apenas o efetivo de 30% de Auditores em cada serviço, contando com os ocupantes de cargo de chefia”, relata.

Ontem (24/3), foi realizado um café-da-manhã em Barueri, que contou com a participação de aproximadamente 40 Auditores, inclusive alguns provenientes da DRF/Osasco.

Nesse evento, o presidente da DS, Moacyr de Paula, conclamou todos a participarem do movimento, destacando que a negociação da Campanha Salarial retrocedeu e, portanto, este é o momento de a Classe demonstrar sua indignação e o fundamental apoio à área aduaneira.

Hoje, a reunião será realizada nas dependências da DS, em Osasco, onde será servido um café-da-manhã para todos os Auditores.

INÍCIO

 

Manaus
Cargas acumuladas já somam três milhões de reais

O presidente da DS (Delegacia Sindical) Manaus (AM), Paulo Sérgio, e alguns integrantes do Comando Local de Mobilização continuam cumprindo um extenso calendário de visitas, que pode ser conferido em nota anexa a este Boletim Informativo. Em uma das visitas, estiveram na Alfândega do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, onde constataram que as cargas acumuladas já chegam à cifra de R$ 3 milhões, apesar de os Auditores lotados no aeroporto suspeitarem que a parametrização tenha sido alterada pela Administração da RFB (Receita Federal do Brasil).

INÍCIO

 

Sorocaba
Entidades realizam ato conjunto

O comando de mobilização da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Sorocaba (SP) realizou ontem (24/3) um ato conjunto com os Auditores do Trabalho, em frente à Delegacia. O ato faz parte da estratégia de mobilização da DS (Delegacia Sindical) Sorocaba. Durante a manifestação, os Auditores exibiram várias faixas. Uma delas tinha os seguintes dizeres: “Auditores-Fiscais paralisam as atividades numa greve evitável – os interlocutores do Governo devem apenas oferecer a devida valorização e respeito às carreiras do Fisco”.

INÍCIO

 

Nona Região
Entidades propõem indicativos para a Assembléia Nacional

O Comando Regional de Mobilização da 9ª Região Fiscal, reunido ontem (24/3), em Curitiba, decidiu sugerir a inclusão de dois indicativos para a próxima Assembléia Nacional, marcada para quinta-feira, 27 de março. O Comando Regional, por meio de um manifesto, critica o fato de o Governo condicionar a transformação da remuneração dos Auditores-Fiscais em subsídio à implantação do Sidec (Sistema de Desenvolvimento da Carreira) e propõem que a Classe seja ouvida sobre essa questão.

Também é proposto que as considerações para a Assembléia Nacional sejam norteadas pelo documento “A reforma interna da RFB”, de autoria do Comando Regional de Mobilização da 9ª Região e pela “Nota Técnica Sidec”, elaborada pela DS (Delegacia Sindical) do Pará. O Comando Regional também propõe que o CNM debata a indicação de data para a entrega coletiva de funções e cargos em comissão e pede a divulgação do manifesto aprovado ontem.

O manifesto, assim como o texto “A reforma interna da RFB” e a “Nota Técnica Sidec” estão anexos a este Boletim Informativo. O último texto é tema de outra matéria também publicada na edição de hoje.

Participaram da reunião do Comando Regional da 9ª Região, representantes do Unafisco Sindical, do Sinfispar (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil no Paraná) e do Sindifisp/SC (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil em Santa Catarina).

INÍCIO

 

Vitória
Auditores desistem de participar de curso

Auditores-Fiscais de Vitória (ES) que participariam ontem de curso promovido pela Esaf (Escola Superior de Administração Fazendária) sobre o Sicarga, desistiram de participar do evento após ouvirem os colegas do Comando Local de Mobilização. O relato sobre esse fato está em Boletim do Comando Local de Mobilização, anexo a este Boletim.

No mesmo anexo, a DS também enviou mais dois informes sobre a greve em terras capixabas. Em um texto, é informado o resultado do mandado de segurança, com pedido de liminar, ajuizado pelo Sindiex (Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Estado do Espírito Santo) contra a greve dos Auditores-Fiscais. Antes de decidir, o juiz ouviu o presidente da DS/Vitória, Adriano Correa.

Na avaliação de Correa, o magistrado, ao decidir liminarmente a questão, levou em consideração as informações prestadas por ele e pela gerente do Departamento de Assuntos Jurídicos da DEN (Diretoria Executiva Nacional), Priscilla Baccile.

O Comando Local de Mobilização também propõe a inclusão de um indicativo, na próxima Assembléia Nacional, sobre a posição da Classe acerca do Sidec (Sistema de Desenvolvimento da Carreira).

INÍCIO

 

Maranhão
Auditores realizam ato público

A DS (Delegacia Sindical) Maranhão e demais entidades representativas dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil e do Ministério do Trabalho realizaram, ontem (24/3), ato público em frente à sede da Delegacia Regional do Trabalho, em São Luís.

Apesar da chuva, o evento contou com a presença de diversos colegas e teve ampla cobertura da mídia local. Na ocasião, foi distribuída uma carta-aberta, na qual são prestados esclarecimentos à imprensa e à população sobre os motivos do movimento paredista.

Posteriormente ao evento, uma comissão de Auditores reuniu-se com o deputado federal Pedro Fernandes (PTB/MA), que é presidente da Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados. O parlamentar mostrou-se sensível às reivindicações da Classe e comprometeu-se a encaminhar os pleitos ao ministro de Relações Institucionais, José Múcio, também do PTB.

Em relação à adesão ao movimento, a Alfândega do Porto de São Luís e a DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Imperatriz estão mantendo apenas o contingente mínimo de 30%. Na DRF em São Luís, o movimento segue crescendo e a estimativa é que cerca de 50% dos colegas venham a aderir à greve.

A carta-aberta “Valorização do Auditor-Fiscal: é bom para o país, é bom para a sociedade” e o relato da DS podem ser lidos anexos.

INÍCIO

 

Salvador
Sala lotada no Ministério da Fazenda de Salvador

Ontem pela manhã (24/3), Auditores-Fiscais se reuniram em Salvador para discutir e deliberar ações para o fortalecimento da greve, lotando a sala 210 do Ministério da Fazenda. Apesar de a adesão continuar forte, os Auditores de Salvador acreditam que é necessário intensificar o movimento envolvendo as chefias. Mais informações sobre a mobilização em Salvador estão em nota anexa a este Boletim Informativo.

INÍCIO

 

Belo Horizonte
DS conclama Auditores para greve e convoca para assembléia

Setenta Auditores-Fiscais participaram da reunião convocada ontem (24/3) pela DS (Delegacia Sindical) Belo Horizonte para discutir a greve deflagrada há exatamente uma semana. O presidente da DS, Luiz Sérgio Fonseca Soares, conclamou a Classe para mobilizar os Auditores-Fiscais que ainda não aderiram ao movimento e convocou todos para uma assembléia unificada marcada para o próximo dia 27.

A nota enviada pela DS e a convocatória para a Assembléia estão anexas a este Boletim.

INÍCIO

 

Mobilização
Em Santa Catarina, Auditores-Fiscais dizem “não” ao Sidec

A DS (Delegacia Sindical) Florianópolis (SC) participou de reunião a convite da Acafip (Associação Catarinense dos Auditores Fiscais da Previdência Social) e do Sindifisp (Sindicato dos Auditores Fiscais da Previdência Social em Santa Catarina) para dizer um “não” sonoro ao Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira). Na ocasião, também foi debatida a LOF (Lei Orgânica do Fisco). Outras atividades como palestras e visitas a locais de trabalho devem ocorrer na próxima semana. Mais informações sobre a mobilização em Santa Catarina está em nota anexa enviada pela Acafip/Sindifisp.

INÍCIO

 

Santo Ângelo
Paralisação atrasa liberação das cargas

A greve na DRF (Delegacia da Receita Federal) de Santo Ângelo (RS) permanece com adesão máxima de 70%, cumprindo apenas o rodízio para atender a determinação de manutenção dos 30% dos serviços considerados essenciais. Na IRF (Inspetoria da Receita Federal) de Porto Xavier a situação também é a mesma.

Ontem (24/3), os Auditores-Fiscais visitaram novamente a IRF de Porto Xavier em caravana com 17 voluntários. Lá, eles participaram de reunião conjunta para avaliação do movimento.

O pátio de caminhões de Porto Xavier está abarrotado com cerca de 115 caminhões. No lado argentino, já se forma fila, principalmente, com cargas de cebola. Por ser perecível, a cebola conta com despacho prioritário. No entanto, nem nesses casos o desembaraço está sendo realizado nos prazos usuais, em virtude da forte paralisação.

INÍCIO

 

Piracicaba
No cardápio, campanha salarial e greve

Vinte e dois filiados ao Unafisco e 21 ao Sindifisp (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) compareceram ao almoço da última quinta-feira (20/3) realizado pela DS (Delegacia Sindical) Piracicaba (SP). Durante quatro horas, a Classe discutiu a campanha salarial e a greve.

INÍCIO

 

Campinas
Auditores realizam reunião na DRF

Ontem pela manhã (24/3), cerca de 50 Auditores filiados à DS (Delegacia Sindical) Campinas se reuniram no auditório da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) para tratar da organização do movimento reivindicatório dos Auditores-Fiscais representados pelo Unafisco e Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil).

O relato completo sobre as atividades realizadas ontem em Campinas pode ser lido anexo.

 

INÍCIO

Aracaju
Auditores-Fiscais se reúnem diariamente para avaliar greve

A paralisação em Aracajú (SE) continua forte. Atividades essenciais como o plantão fiscal do Imposto de Renda da Pessoa Física continuam funcionando. Na Aduana, as demandas estão sendo acompanhadas, mantendo-se sempre um Auditor-Fiscal em exercício. Os grevistas se reúnem diariamente para avaliar o movimento e analisar a LOF (Lei Orgânica do Fisco).

INÍCIO

 

Rio de Janeiro
Palestra sobre IRPF é cancelada

A DS (Delegacia Sindical) Rio de Janeiro informa que a palestra que seria realizada ontem (24/3), sobre IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) na Receita Federal, foi cancelada devido à greve dos Auditores-Fiscais. O debate fica para uma nova data a ser definida e, posteriormente, informada a todos.

 

INÍCIO

Corumbá
Colegas da Inspetoria estão firmes na greve

Os Auditores-Fiscais lotados na Inspetoria da Receita Federal do Brasil em Corumbá (MS), indignados com a indiferença do Governo, estão firmes na mobilização com 70% da Classe em greve.

“Na Assembléia Nacional do dia 11 de março, dos quatorze participantes, treze votaram a favor da greve. Devido a disposição da grande maioria em aderirem à greve, foi decidido em reunião que seria realizado um rodízio para o cumprimento do efetivo mínimo de 30%”, conta o Auditor Sérgio Luiz Cunha da Silva.

Segundo o colega, a greve já repercute em toda a mídia local.

INÍCIO

 

Rebaixamento
DS/Foz do Iguaçu discute proposta indecorosa

Ontem (24/3) foi realizada reunião na DS (Delegacia Sindical) Foz do Iguaçu (PR) para discutir uma possível proposta que estaria prestes a ser apresentada pelo Governo, propondo rebaixamento do salário dos Auditores-Fiscais em relação ao do delegado da Polícia Federal, com calendário até 2010 e com implantação do Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira).

Os colegas de Foz do Iguaçu abominam tal projeto por ele consolidar o rebaixamento da Classe e continuam dispostos à paralisação até que se resolva definitivamente o problema. O movimento na região só tem aumentado, tanto que unidades como Guaíra (PR) aderiram à greve, resguardando apenas o mínimo exigido pela justiça, 30%.

INÍCIO

 

Foto-Legenda

Os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil de Ji-Paraná (RO) realizaram ato público em frente à DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) local, na manhã de ontem (24/3). Apenas o Delegado e os chefes de Seção estão trabalhando, garantindo assim a exigência de manutenção dos 30%.

 

INÍCIO

 

Sidec
DS/Pará faz documento que será discutido em Assembléia

O Comando de Greve do Pará enviou Nota Técnica (NT) sobre o Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira), anexa a este Boletim Informativo, produzida pela Secretaria de Comunicação da DS/Pará. A análise, além de fornecer subsídios para discussão do assunto entre toda a Classe, pretende ser ponto de debate na próxima quinta-feira (27/3), durante a Assembléia Nacional.

INÍCIO

 

Pelotas
Só 30% dos Auditores estão trabalhando

A adesão à greve em Pelotas (RS) continua alta. Lá, 70% continuam em greve e 30% permanecem no rodízio diário. O churrasco que seria realizado hoje (25/3) foi transferido para quinta-feira (27/3), dia da Assembléia Nacional.

INÍCIO

 

Ribeirão Preto
DS envia release à imprensa

Em release enviado ontem (24/3) à imprensa, a DS (Delegacia Sindical) Ribeirão Preto e a Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil) informam os motivos da greve dos Auditores-Fiscais e como foi todo o processo de negociação com o Governo. Também explicam quais são as principais atribuições da Classe e detalham qual o índice de adesão à greve na cidade do interior paulista.

O release está anexo a este Boletim Informativo.

INÍCIO

 

Saturação
Greve causa acúmulo de containeres em Itajaí

A paralisação dos Auditores-Fiscais em Itajaí (SC) vai continuar até que as reivindicações sejam atendidas. Enquanto isso, os terminais de carga da região vão saturando sua capacidade de operação por conta do acúmulo de containeres.

INÍCIO

 

Uruguaiana
Paralisação continua firme

Dos 24 Auditores-Fiscais lotados em Uruguaiana (RS), apenas três estão trabalhando normalmente, sendo que oito estão em greve e 13 realizando operação-padrão. As informações foram repassadas pela diretora da DS Leocádia Meroni.

INÍCIO

 

Curtas

Vitória da Conquista – Em Vitória da Conquista (BA), só o Delegado não está em greve. Para não comprometer o número mínimo exigido de 30%, a escala de greve teve que entrar em esquema de rodízio.

Goiás – A paralisação em Goiás (GO) continua a pleno vapor, mantendo apenas o exigido de 30% em serviço.

Marília – Na DRF (Delegacia da Receita Federal) em Marília (SP), a adesão chega ao marco dos 70%, o restante só está trabalhando por recomendação do Departamento de Assuntos Jurídico da Unafisco.

INÍCIO

 

Prazo
Maioria das DSs ainda não enviou demonstrações à DEN

Dentro de sete dias, termina o prazo de entrega das demonstrações contábeis para a consolidação das informações a serem apresentadas ao Conselho Fiscal. Confira lista das 20 DSs (Delegacias Sindicais) que já enviaram suas demonstrações à DEN (Diretoria Executiva Nacional: Cascavel, Caxias do Sul, Cumbica, Divinópolis, Goiânia, Itajaí, Maranhão, Marília, Paraíba, Pelotas, Poços de Caldas, Presidente Prudente, Recife, Ribeirão Preto, Sorocaba, Taubaté, Bauru, Campinas, Joaçaba e Santana do Livramento.

INÍCIO

 

Nota de falecimento

A DS/Ceará comunica, com pesar, o falecimento do colega aposentado José Maria Montenegro com 82 anos, ocorrido no dia 21/3, em Fortaleza (CE). A DS e DEN (Diretoria Executiva Nacional) se solidariza com os familiares do colega.

INÍCIO

 

 

 

 

DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

Administração
Rebaixamento atinge gestão da RFB

Santos
DS reúne mais de cem Auditores em Assembléia
Articulação
Auditores levam pleito ao senador Romero Jucá
Estratégia
CNM se reúne novamente a partir de hoje
Enaf
Comando dará orientações sobre participação na operação
Chuí
Pátio da Inspetoria está lotado
Barueri
Adesão é praticamente total
Manaus
Cargas acumuladas já somam três milhões de reais
Sorocaba
Entidades realizam ato conjunto
Nona Região
Entidades propõem indicativos para a Assembléia Nacional
Vitória
Auditores desistem de participar de curso
Maranhão
Auditores realizam ato público
Salvador
Sala lotada no Ministério da Fazenda de Salvador
Belo Horizonte
DS conclama Auditores para greve e convoca para assembléia
Mobilização
Em Santa Catarina, Auditores-Fiscais dizem “não” ao Sidec
Santo Ângelo
Paralisação atrasa liberação das cargas
Piracicaba
No cardápio, campanha salarial e greve
Campinas
Auditores realizam reunião na DRF

Aracaju
Auditores-Fiscais se reúnem diariamente para avaliar greve

Rio de Janeiro
Palestra sobre IRPF é cancelada
Corumbá
Colegas da Inspetoria estão firmes na greve
Rebaixamento
DS/Foz do Iguaçu discute proposta indecorosa
Foto-Legenda
Sidec
DS/Pará faz documento que será discutido em Assembléia
Pelotas
Só 30% dos Auditores estão trabalhando
Ribeirão Preto
DS envia release à imprensa
Saturação
Greve causa acúmulo de containeres em Itajaí
Uruguaiana
Paralisação continua firme
Curtas
Prazo
Maioria das DSs ainda não enviou demonstrações à DEN
Nota de falecimento
   
   
   

Boletim em
formato word