-->


Home
Brasília, 26 de maio de 2008

ANO XIII

Nº 2605

     

Editorial
Auditores esperam proposta conclusiva do Governo


NEGOCIAÇÃO - Unafisco entregou a pauta conciliatória. Agora é a
vez do Governo.

A semana que se inicia será decisiva para a mobilização dos Auditores-Fiscais. Amanhã (27/5), as entidades representativas da Classe deverão se sentar novamente à mesa com o secretário de Recursos Humanos do MPOG (Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão), Duvanier Paiva.

A expectativa é que o Governo, enfim, apresente uma proposta contendo avanços em relação às reivindicações dos Auditores, correspondendo à sinalização de boa vontade e disposição para o diálogo demonstrada pela suspensão temporária da greve, depois de 54 dias de paralisação.

Na última reunião, o presidente do Unafisco, Pedro Delarue, apresentou ao representante do Governo a pauta conciliatória aprovada pelos Auditores em Assembléia Nacional. Para a Classe, seis pontos ainda precisam ser negociados: sistema de avaliação de desempenho, não desconto dos dias parados, fosso, salário inicial e final, calendário e montante da primeira parcela do reajuste.

O fato é que conforme decidido também em Assembléia Nacional, os Auditores não estão dispostos a esperar indefinidamente por um posicionamento do Governo. A Classe aceitou fazer uma trégua de 21 dias na paralisação atendendo ao apelo do ministro do Planejamento e em respeito à sociedade que vinha sendo penalizada diante do impasse.

O prazo está se esgotando. Os Auditores fizeram a sua parte ao suspender a greve para criar o ambiente propício para a negociação e ao apresentar os pontos que para a Classe são cruciais na negociação. Chegou o momento da contrapartida. Cabe ao Governo negociar de fato e, baseado na pauta entregue pelas entidades do grupo Fisco, apresentar uma proposta capaz de colocar um ponto final na negociação que já dura nove meses, atendendo os interesses tanto dos Auditores quanto do próprio Executivo.

Ninguém mais acredita no discurso de que o Governo não tem condições de avançar na estrutura financeira da proposta apresentada em fevereiro passado. Diariamente, a mídia noticia os recordes de arrecadação – fruto do trabalho dos Auditores – que têm colocado a economia do país em posição extremamente confortável, apesar da perda de receita provocada pela rejeição da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).

Diante deste cenário, os Auditores conclamam os parlamentares que integram a frente de apoio à Classe a intensificarem a articulação junto à cúpula do Executivo. Disso depende não só a causa dos Auditores que buscam a valorização diante da importância de suas atribuições, mas toda a sociedade que está cansada de sofrer as conseqüências da intransigência do Governo.

Chega de discurso. A hora é de atitude.

INÍCIO

 

Fundo do Corte
Assembléia ratifica estratégias de captação de recursos

Oitenta e seis DSs (Delegacias Sindicais) e representações do Unafisco em todo o país já enviaram à DEN o resultado da Assembléia Nacional Conjunta – Unafisco e Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) – realizada na última quarta-feira (21/5). Ao todo, 1.949 votos haviam sido computados na segunda apuração parcial.

Os quatro indicativos colocados em discussão deliberavam sobre as formas de captação de recursos para o fundo do corte do ponto, a fim de garantir a restituição dos valores descontados pelo Governo dos vencimentos da Classe, em função da greve. Todas as propostas estão sendo aprovadas, seguindo a orientação da DEN (Diretoria Executiva Nacional).

Os Auditores-Fiscais aprovaram, com 68,94% dos votos, o indicativo 1, autorizando a DEN contrair empréstimo bancário para reforçar o fundo do corte do ponto. A DEN ressalta que a estratégia só será adotada em último caso.

A Classe também autorizou a transferência de parte dos recursos disponíveis nos demais fundos de reserva financeira do Unafisco, a título de empréstimo, para reforçar o “fundo do corte do ponto” (indicativo 2). A estratégia obteve 84,6% de votos favoráveis, na segunda parcial.

A suspensão da Plenária Nacional Conjunta marcada pelo CNM (Comando Nacional de Mobilização) para os dias 27 e 28 de maio, em virtude da transferência de recursos do “fundo de mobilização” para o “fundo do corte do ponto” (indicativo 3) foi acatada por 61,59% dos Auditores.

O ressarcimento do valor líquido referente aos dias descontados durante a greve aos filiados do Unafisco recebeu 99,02% de votos “sim”.

INÍCIO

 

Niterói
DS disponibiliza verba para o fundo do corte do ponto

A DS (Delegacia Sindical) Niterói (RJ), seguindo deliberação da Assembléia Nacional realizada na cidade, no último dia 21, coloca-se à disposição para transferência de recursos financeiros com a finalidade de agilizar o reembolso aos Auditores-Fiscais que tenham sofrido desconto dos dias parados, em função da paralisação da Classe.

A nota pode ser lida anexa.

INÍCIO

 

Assembléia
Auditores de Recife aprovam reforço para fundo do corte com recursos da DS

Na última Assembléia Nacional (21/5), os Auditores-Fiscais ligados à DS (Delegacia Sindical) Recife (PE) aprovaram propostas e manifestações locais. Em nota encaminhada à DEN (Diretoria Executiva Nacional), a DS avisa que sua Diretoria Executiva está autorizada a destinar recursos, na forma de empréstimo, para socorrer os filiados que sofrerem redução em sua remuneração por conta de corte de ponto, independente da filiação sindical.

Confira documento anexo.

INÍCIO

 

Rio Grande do Sul
DS/Pelotas quer negociação documentada

Os filiados à DS (Delegacia Sindical) Pelotas (RS), por ocasião da Assembléia Nacional realizada no dia 21 de maio, aprovaram um encaminhamento a ser adotado pela DEN (Diretoria Executiva Nacional) nas negociações com o Governo.

“Doravante, as considerações, promessas e acordos pactuados quando das reuniões de negociações com representantes do Poder Executivo venham a ser documentados, seja através de documento a ser extraído após o término da reunião ou por meio da lavratura de uma ata, sempre, evidentemente, datada e assinada pelos participantes”, solicitam os Auditores.

INÍCIO

 

Assembléia
Auditores do Chuí justificam votos

Os Auditores-Fiscais da representação do Unafisco no Chuí (RS) enviaram resultado da votação da Assembléia Nacional Conjunta realizada no dia 21 de maio e as justificativas da aprovação/reprovação dos indicativos.

O manifesto aprovado pelos Auditores está anexo a este Boletim.

INÍCIO

 

XI Encontro
Presidente da Câmara participa de encontro dos Auditores-Fiscais

Começa hoje o XI Encontro Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil, em Belo Horizonte (MG), promovido pela Anfip (Associação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil). O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), já confirmou presença na abertura do evento.

A DEN (Diretoria Executiva Nacional) será representada no encontro pelo seu 2º vice-presidente, Ildebrando Zoldan, pelos diretores de Assuntos de Aposentadoria, Proventos e Pensões, Clotilde Guimarães e Amilton Paulo Lemos.

O evento acontece até próxima quarta-feira (28/5), no Minas Centro, e conta ainda com a presença de especialistas de diversas áreas. O ex-governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigoto, e o deputado federal, Virgílio Guimarães (PT/MG), serão os palestrantes do painel: Reforma Tributária e o Pacto Federativo.

Também serão debatidos temas relacionados à reforma tributária, aos servidores públicos, à Receita Federal do Brasil após a unificação e à previdência complementar do servidor público, entre outros. A LOF (Lei Orgânica do Fisco) será o foco da palestra do integrante do Primeiro Conselho de Contribuintes, Marcos Rodrigues de Mello.

INÍCIO

 

Nota de Falecimento

Na última sexta-feira (23/5), faleceu, aos 63 anos, o Auditor-Fiscal, Everardo Nóbrega de Queiroz. O Auditor estava há 11 anos na RFB (Receita Federal do Brasil) e trabalhava atualmente na Deain (Delegacia Especial de Assuntos Internacionais).

Everardo foi vice-presidente da Unafisco Associação no biênio 2005/2007, tendo inclusive assumido, por um período, a presidência interina da entidade. Também concorreu à vaga de secretário geral da DEN (Diretoria Executiva Nacional) nas eleições de 2005.

O Auditor teve sua vida marcada pela militância no campo das esquerdas, chegando inclusive a ser torturado no período da Ditadura.

É com pesar que a DEN comunica o falecimento e se solidariza com os amigos e familiares neste momento de dor.

INÍCIO

 

DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

Fundo do Corte
Assembléia ratifica estratégias de captação de recursos
Niterói
DS disponibiliza verba para o fundo do corte do ponto
Assembléia
Auditores de Recife aprovam reforço para fundo do corte com recursos da DS

Rio Grande do Sul
DS/Pelotas quer negociação documentada

Assembléia
Auditores do Chuí justificam votos
XI Encontro
Presidente da Câmara participa de encontro dos Auditores-Fiscais
Nota de Falecimento
   
   

Boletim em
formato word