-->


Home
Brasília, 12 de maio de 2008

ANO XIII

Nº 2596

     

Mobilização
Auditores-Fiscais iniciam hoje trégua até o dia 1º de junho

Em uma demonstração clara e inequívoca de boa vontade, os Auditores-Fiscais decidiram, por 83,78% dos votos, em Assembléia realizada na quinta-feira (8/5), suspender a greve por tempo determinado (ver matéria na Área Restrita ). A trégua no movimento paredista foi uma solicitação do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que na terça-feira da semana passada (6/5) reuniu-se com as entidades do Fisco e afirmou que a suspensão era necessária para criar “um ambiente favorável” à retomada das negociações.

Em mais um gesto responsável e de compromisso com o Estado brasileiro, a Classe, com o intuito de impedir que fosse reforçado o impasse entre os atores envolvidos na questão, acatou o apelo do Governo e resolveu retornar às atividades na Receita Federal do Brasil até o dia 1º de junho.

Apoio – Para chegar a essa decisão, foi determinante a interlocução de dezenas de parlamentares de diversas regiões do país, que manifestaram apoio aos Auditores-Fiscais nos últimos dias. Muitos deputados e senadores consideraram que o arrefecimento dos ânimos neste momento facilitaria a intermediação dos congressistas a favor da Classe junto ao Governo.

O apoio dos parlamentares aos Auditores-Fiscais tomou ainda mais força na quarta-feira (7/5), quando, reunidos no plenário 16 da Câmara dos Deputados, eles demonstraram publicamente a intenção de intervir nas negociações com o Governo caso os Auditores decidissem dar uma trégua no movimento, que àquela altura já durava 50 dias.

Ao final da reunião, 46 parlamentares subscreveram um manifesto em apoio à suspensão da greve e ratificaram a confiança na evolução das negociações. Até a sexta-feira (9/5), o número de assinaturas era de 58, entre deputados e senadores que já haviam aderido à frente parlamentar de apoio aos Auditores.

Compromisso – Vale lembrar que esse gesto da Classe se soma aos mais de oito meses de negociações com o Governo e reforça o compromisso dos Auditores-Fiscais com o Estado brasileiro. Os Auditores decidiram deflagrar a greve em 18 de março motivados por recuos persistentes do Governo Federal em acordos firmados previamente.

Os 52 dias de paralisação em portos, aeroportos, zonas de fronteiras e portos secos do país foram a última alternativa para que a Classe demonstrasse à Administração e à sociedade brasileira o descontentamento dos Auditores-Fiscais com a condução das negociações pelo Governo.

A partir de hoje (12/5), no entanto, a Classe garante a normalidade de suas funções. Até 1º de junho, os Auditores-Fiscais confiam que o Governo conseguirá honrar o voto de confiança depositado nele e, com agilidade, apresentará novos termos para as negociações, evitando, dessa forma, que os contribuintes sofram em razão da intransigência da Administração.

Negociação – Com a decisão de atender ao apelo da Administração e voltar às atividades, ficou claro para a população que jamais foi objetivo dos Auditores radicalizar o movimento. Ao contrário, a Classe sempre procurou as vias do diálogo e do consenso, que na maioria das vezes foram bloqueadas pelo Governo.

Se mais uma vez houver recuos nos compromissos assumidos e nenhum avanço nas negociações, os Auditores não terão alternativa a não ser a retomada do movimento a partir de junho. O prazo estabelecido é suficiente para que as negociações alcancem resultados compatíveis aos anseios dos Auditores-Fiscais.

Nos próximos 20 dias, o Governo, portanto, deve apressar a retomada das tratativas sobre pontos pendentes, sob pena de acirrar ainda mais o sentimento de indignação e insatisfação da Classe, situação prejudicial a todos.

 

INÍCIO

Resposta
Editorial provoca reações contra Folha de S.Paulo

O editorial intitulado "Auditores sem controle" publicado no Jornal Folha de São Paulo, na edição de 7 de maio, provocou reações na Classe.

Na sexta-feira (9/5), o jornal publicou no Painel do Leitor resposta encaminhada pelo Auditor-Fiscal Foch Simão Júnior, de São Paulo. A nota afirma que o editorial não faz justiça aos Auditores da Receita do Brasil e não condiz com a tradição de imparcialidade deste distinto órgão de imprensa.”

O Auditor-Fiscal Marcelo Augusto Guimarães Gonçalves, de Blumenau (SC), também encaminhou resposta ao jornal, destacando “que o editorial em apreço passa ao largo do mérito da questão, sem sequer se dar ao trabalho de entrar em contato com alguma unidade sindical em qualquer parte do país, que poderia esclarecer os pontos aqui suscitados”.

As manifestações dos dois Auditores estão anexas ao Boletim.

INÍCIO

 

Ji-Paraná
Deputado recebe Auditores e manifesta apoio

REDUZIDA.jpg
Deputado federal Anselmo de Jesus (terceiro da dir. para
a esq.) reúne-se com Auditores-Fiscais

Auditores-Fiscais de Ji-Paraná (RO), filiados à DS (Delegacia Sindical) Mato Grosso/Acre/Rondônia, reuniram-se na sexta-feira (9/5), com o deputado federal Anselmo de Jesus (PT/RO) para conseguir o apoio do parlamentar nas negociações da atual Campanha Salarial.

O deputado mostrou-se sensível às reivindicações da Classe e comprometeu-se a interceder junto ao Governo e assinar o manifesto elaborado pela DEN (Diretoria Executiva Nacional).

INÍCIO


Fronteira
Auditores-Fiscais do Chuí parabenizam a Classe

A Representação no Chuí (RS) remeteu manifesto à DEN (Diretoria Executiva Nacional), na sexta-feira (9/5), último dia de paralisação, informando que 150 caminhões esperam há vinte dias no pátio da unidade aduaneira (que tem 120 boxes de estacionamento).

No manifesto, a Representação também aproveita para parabenizar os Auditores-Fiscais de outras fronteiras que mantiveram o movimento. Reforçam ainda a esperança de uma rápida solução para os pleitos e a determinação de continuarem alertas durante a suspensão do movimento.

O Chuí é a maior unidade aduaneira na fronteira com o Uruguai tanto em volume de carga quanto em valor importado/exportado.

O manifesto encontra-se anexo ao Boletim.

INÍCIO

 

Santa Maria
Auditores pedem avanços na negociação para que haja acordo

Auditores-Fiscais de Santa Maria (RS), filiados ao Unafisco Sindical e ao Sindifisp/RS (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil no Rio Grande do Sul), aprovaram por unanimidade, durante assembléia realizada na quinta-feira (8/5), manifesto anexo a este Boletim.

No documento, os Auditores reivindicam avanços nos termos apresentados pelo Governo para aceitação de quaisquer acordos.

INÍCIO

 

Informes
DS/Araraquara sugere procedimentos para a Classe

A DS (Delegacia Sindical) Araraquara (SP) expediu informe – confira na Área Restrita – detalhando algumas ações estratégicas a serem adotadas durante a suspensão da greve.

INÍCIO

 

Ceará
Carta solicita providências para evitar corte de ponto

Os Auditores-Fiscais do Ceará, reunidos na sexta-feira (9/5), decidiram encaminhar às direções nacionais do Unafisco e da Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) carta solicitando informações sobre as providências que estão sendo tomadas para evitar o corte de ponto.

Segue carta anexa.

INÍCIO

 

São José dos Campos
Auditores reforçam necessidade de solução para “fosso salarial”

A DS (Delegacia Sindical) São José dos Campos (SP) divulgou na sexta-feira (9/5) manifesto, em nome dos afiliados, com análises sobre a questão do fosso salarial.

De acordo com o documento (disponível na Área Restrita do site), a transposição da tabela de vencimentos dos Auditores-Fiscais classificados erroneamente deve constar de “toda e qualquer pauta de negociação que venha a ser submetida pela Diretoria Executiva Nacional a negociadores nomeados e devidamente autorizados pelo Governo”.

INÍCIO

 

Rio Grande do Norte
DS divulga manifesto

A DS (Delegacia Sindical) Rio Grande do Norte divulgou, na tarde de quinta-feira (8/5), manifesto sobre os rumos da greve e a suspensão do movimento paredista. O documento encontra-se na Área Restrita do site do Unafisco.

A DEN (Diretoria Executiva Nacional) só se pronunciará sobre o conteúdo do texto após a greve, quando fará um balanço do movimento.

INÍCIO

 

Valorização
Auditores da DRF/Cuiabá participam de curso de oratória

Auditores de Cuiabá (MT) participaram do I Curso de Oratória, realizado de 22 a 25 de abril (primeira turma) e 5 a 8 de maio (segunda turma). Ao todo, participaram 35 Auditores-Fiscais lotados na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Cuiabá (mais de 50% do efetivo).

O curso de 20 horas/aula desenvolveu técnicas de falar em público, com o objetivo de capacitar os Auditores-Fiscais para a excelência de desempenho nas diversas formas de comunicação, como discursar, dar entrevistas à televisão, rádio, jornal etc.

Essa foi mais uma iniciativa da DS (Delegacia Sindical) Mato Grosso/Acre/Rondônia dentro do projeto “Valorização da Imagem do Auditor-Fiscal”, iniciado em junho de 2006.

Novos cursos já estão previstos para os próximos meses. Confira nota completa nos anexos deste Boletim.

INÍCIO

 

Salvador
Ato contra assédio moral

A DS (Delegacia Sindical) Salvador (BA) e o Sindifisp/BA (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil da Bahia) promovem, na quinta-feira (15/5), Ato contra o assédio moral no serviço público, na capital baiana.

O Ato tem por objetivo disseminar entre os Auditores-Fiscais a discussão sobre o assédio moral no ambiente de trabalho e contribuir para a instrumentalização da Classe no combate a essa prática que tem causado inúmeros prejuízos aos servidores públicos.

Confira programação na nota encaminha pela DS Salvador, anexa a este Boletim.

INÍCIO

 

DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

Resposta
Editorial provoca reações contra Folha de S.Paulo

Ji-Paraná
Deputado recebe Auditores e manifesta apoio
Fronteira
Auditores-Fiscais do Chuí parabenizam a Classe
Santa Maria
Auditores pedem avanços na negociação para que haja acordo
Informes
DS/Araraquara sugere procedimentos para a Classe
Ceará
Carta solicita providências para evitar corte de ponto
São José dos Campos
Auditores reforçam necessidade de solução para “fosso salarial”
Rio Grande do Norte
DS divulga manifesto
Valorização
Auditores da DRF/Cuiabá participam de curso de oratória
Salvador
Ato contra assédio moral
   
   

Boletim em
formato word