-->


Home
Brasília, 22 de agosto de 2008

ANO XIII

Nº 2669

     

Crime
DEN contratará advogado para acompanhar investigações

Um advogado criminalista vai ser contratado pela DEN (Diretoria Executiva Nacional) para acompanhar de perto as investigações do assassinato da Auditora-Fiscal Jacira Dulce da Silva Xavier, 55 anos. O crime aconteceu na última terça-feira (19/8), em Recife (PE). Na próxima segunda-feira (25/8), o diretor de Defesa Profissional, Rafael Pillar Júnior, e o diretor de Relações Intersindicais, Dagoberto da Silva Lemos, estarão na capital pernambucana para dar continuidade às providências sobre o caso.

Segundo informações da imprensa local, a própria polícia já considera a possibilidade de o crime ter ligação com a atividade da Auditora, embora, a hipótese de latrocínio ainda não esteja descartada. Os investigadores vão convocar pessoas próximas à vítima para prestar depoimentos nos próximos dias.

Se ficar comprovado que o crime tem relação com o trabalho da Auditora, a PF (Polícia Federal) vai assumir o caso.

Acompanhamento – A DEN está mobilizada para acompanhar o caso e tomar as medidas necessárias, inclusive, junto à Administração. “A atividade do Auditor envolve riscos, por isso a necessidade do porte de arma irrestrito e de orientações de segurança”, afirma Rafael Pillar. A diretora-adjunta de Defesa Profissional do Unafisco, Renata Lobo Rossetto, destaca que a Administração da RFB (Receita Federal do Brasil) deve se conscientizar da insegurança do trabalho e oferecer treinamento de segurança aos Auditores-Fiscais.

A DEN enviou ontem (21/8) à secretária da RFB, Lina Maria Vieira, uma carta (anexa) solicitando o empenho da instituição na apuração do caso, ressaltando a possibilidade de que a morte da Auditora tenha sido motivada por sua atuação profissional.

Para o presidente da DS (Delegacia Sindical) Recife, José Maria Miranda Luna, há necessidade de intensificar a proteção aos Auditores. “Corremos sempre o risco de contrariar alguém por conta de uma autuação ou pela descoberta de um crime tributário. Precisamos aperfeiçoar os métodos de segurança para proteger os Auditores,” reforça.

Ele cita casos de ameaça e de outros profissionais vítimas de violência na região, como os que foram colocados em porta-malas de carros ou o que ficou preso no depósito de uma empresa onde foi fazer fiscalização. “Precisamos ter um respaldo maior da própria instituição”, ressaltou.

Solidariedade – Ontem (21/8), os Auditores-Fiscais de Pernambuco aproveitaram a mobilização do Dia Nacional de Protesto Unificado para pedir mais segurança no exercício da atividade profissional. Eles realizaram um Ato Público para homenagear Jacira e chamar a atenção da Classe, da sociedade e das autoridades sobre a importante questão da Segurança na Atividade Fiscal.

Existem outros casos de assassinatos de Auditores-Fiscais em decorrência do exercício da atividade. Alguns exemplos emblemáticos são o de José Antônio Sevilha, de Maringá (PR), em 2005, e o de Nestor Leal, em Boa Vista (RR), em 1997. A DEN está acompanhando, com advogados contratados, todos os casos.

Devido ao risco que envolve a atividade do cargo de Auditor-Fiscal, a DEN vem lutando para garantir na Lei do Desarmamento e na LOF (Lei Orgânica do Fisco) o resgate do porte de arma irrestrito, expresso na carteira funcional, como sempre ocorreu até recente alteração legal.

Luto - Os Auditores-Fiscais estão de luto pelo crime brutal que tirou a vida da colega Jacira Dulce da Silva Xavier, na última terça-feira (19/8), em Recife (PE). A DEN (Diretoria Executiva Nacional) se solidariza com a família e os amigos neste momento de dor e irá acompanhar de perto as investigações, exigindo que os culpados sejam punidos.

Jacira Xavier tinha 55 anos e deixou marido e três filhos. Na RFB (Receita Federal do Brasil) desde 1982, passou pela área de arrecadação da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Caruaru, além da área de fiscalização e Secat (Serviço de Controle e Acompanhamento Tributário) da DRF Recife, onde exercia sua atividade atualmente. Segundo os colegas, a Auditora era zelosa e dedicada ao trabalho.

O sepultamento aconteceu ontem (21/8) e foi marcado pela forte comoção dos familiares e amigos.

INÍCIO

 

Mobilização
Carreiras Típicas de Estado promovem Dia de Protesto

Os Auditores-Fiscais, juntamente com as demais carreiras típicas de Estado, realizaram ontem (21/8), em todo o país, o Dia Nacional de Protesto Unificado para demonstrar ao Governo sua indignação com a quebra dos acordos firmados e com o atraso na edição da MP (Medida Provisória) que reajusta os salários das carreiras a serem remuneradas sob a forma de subsídio. Em Brasília, representantes do Fisco promoveram um ato público no auditório do Ministério da Fazenda.

Na ocasião, o presidente do Unafisco, Pedro Delarue, explicou que o atraso na edição da MP se deve a problemas internos no Governo, já que os sindicatos fizeram todos os procedimentos corretos que a conjuntura permitia.

“Não são apenas os Auditores-Fiscais os prejudicados com o atraso da MP. Além das onze carreiras que estarão na medida provisória do subsídio, existem outras 44 que constam na outra MP. O Governo deve resolver o seu impasse interno e editar as Medidas Provisórias”, afirmou.

Segundo ele, para lidar com essa nova realidade criada pelo atraso do Governo, o Sindicato já se reposicionou e se articulou com as demais entidades representativas das carreiras típicas. “O Dia Nacional de Protesto é o primeiro fruto dessa articulação de todas as entidades”, frisou. Delarue destacou ainda que a ação conjunta deve continuar dentro do Congresso Nacional, caso o que for apresentado pelo Governo não contemple o que está no Termo do Acordo.

O Dia de Protesto foi marcado por intensa mobilização. Em vários locais do país, os Auditores da zona secundária participaram do protesto comparecendo à repartição sem ligar os computadores, sem atender ao público e sem analisar processos. Já na zona primária, várias localidades aderiram à operação-padrão. Além disso, foram realizados diversos atos e manifestações.

As demais carreiras também pararam e realizaram protestos fortalecendo o movimento, como foi o caso, por exemplo, dos funcionários do BC (Banco Central). Segundo o presidente do Sinal (Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central), David Falcão, houve paralisação em todas as regionais do Banco.

INÍCIO

 

MP
Para Chinaglia, reajuste é urgente e relevante

O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT/SP), classificou como “bobagens” os rumores de que o empecilho para a publicação da norma que reajusta as carreiras típicas de Estado por MP (Medida Provisória) seria a resistência do Congresso Nacional ao excesso desse tipo de ato editado pelo Executivo.

Chinaglia recebeu os representantes das carreiras típicas em seu gabinete no início da tarde de ontem (21/8), pela segunda vez, e desmentiu veementemente notícias divulgadas em alguns jornais. “A imprensa disse que eu estou travando o presidente da República porque quero um cargo no Governo. O óbvio tem que ser restabelecido. Vocês acham que o presidente da Câmara tem algum poder de impedir o presidente de editar MP?”, questionou. “Se for assim, podem mandar editar agora”, completou.

O parlamentar voltou a afirmar que sugeriu a antecipação da votação das MPs que já foram editadas para que as Medidas Provisórias dos reajustes possam ser votadas com mais rapidez. Chinaglia também reafirmou que a edição excessiva de MPs atrapalha o trabalho do Legislativo. “Mas no caso do reajuste dos servidores, como é para repor perdas, entendo que a Medida Provisória cumpre com os dois requisitos: urgência e relevância”, defendeu.

Em seguida, o presidente da Câmara relatou que, desde a primeira reunião com as carreiras típicas, na última quinta-feira (14/8), conversou em duas ocasiões com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, para tratar da publicação da MP. Segundo ele, o ministro afirmou que a minuta estaria passando por um “pente fino” na Casa Civil e se irritou ao ser questionado sobre o descumprimento dos acordos. “Estou mais otimista que na primeira vez que conversei com vocês, porque o Paulo Bernardo está tranqüilo, acreditando que a MP virá conforme os acordos”, afirmou.

“É o que esperamos. Quando a MP chegar, vamos mostrar ao senhor os acordos e, caso eles não tenham sido respeitados, esperamos contar com o apoio desta Casa para resguardar o que foi negociado”, respondeu o presidente do Unafisco, Pedro Delarue. Chinaglia encerrou a reunião se colocando à disposição para uma nova reunião com as entidades após a edição da MP.

 

INÍCIO

Paralisação
Em Manaus, quase não houve desembaraço

Em Manaus (AM), o Dia Nacional de Protesto Unificado foi marcado por operação padrão na zona primária. Nos quatro recintos alfandegados do Porto e no aeroporto da cidade, praticamente não houve desembaraço de mercadorias. A reação demonstra a indignação dos Auditores-Fiscais com o descumprimento dos acordos e com a não edição da MP (Medida Provisória) que reajusta os salários das carreiras a serem remuneradas sob a forma de subsídio.

 

INÍCIO

Manifestação
Auditores promovem Ato Público no centro do Rio

Durante o Dia Nacional de Protesto Unificado, os Auditores-Fiscais do Rio de Janeiro participaram de Ato Público nas escadarias do Teatro Municipal, no centro do Rio, em conjunto com outras entidades que aguardam a publicação da MP (Medida Provisória), que reajusta os vencimentos das categorias cuja remuneração será por subsídio.

Na parte da tarde, os Auditores se reuniram para debater o conteúdo da minuta da MP e as expectativas positivas em relação à atuação da secretária da RFB (Receita Federal do Brasil), Lina Maria Vieira, em favor do cumprimento do acordo.

Segue anexa nota encaminhada pela DS (Delegacia Sindical) Rio de Janeiro.

 

INÍCIO

Foz do Iguaçu
Protesto com café-da-manhã e manifesto

reduzida

No Dia Nacional de Protesto Unificado das Carreiras Típicas de Estado, a DS (Delegacia Sindical) Foz do Iguaçu (PR) promoveu um café-da-manhã para todos os Auditores-Fiscais. Durante o evento, um manifesto foi entregue ao Auditor-Chefe da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil), Gilberto Tragancin, para que seja encaminhado à secretária da RFB (Receita Federal do Brasil), Lina Maria Vieira.

Seguem anexos manifesto e nota encaminhada pela DS.

 

INÍCIO

São Paulo
Ato público marca Dia de Protesto

Em São Paulo, o Dia Nacional de Protesto Unificado foi marcado por um ato público, em frente à sede do Banco Central, na Avenida Paulista, com a presença dos Auditores-Fiscais e demais carreiras típicas de Estado.

Segundo o presidente da DS (Delegacia Sindical) São Paulo, Luiz Fuchs, "as carreiras típicas de Estado são estratégicas e devem ser reconhecidas e valorizadas como tal. Ao não cumprir o acordo firmado com essas carreiras, o Governo demonstra pouco apreço por servidores que trabalham pela autonomia e soberania nacionais, dando sustentação ao êxito econômico e social do país".  

Hoje, os representantes das carreiras típicas em São Paulo serão recebidos pelo ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.

INÍCIO

 

Mobilização
Santos debateu importância da participação política da Classe

Como atividade do Dia Nacional de Protesto Unificado, o professor de Teoria Política e Direito Constitucional da Universidade Católica de Santos, Pedro Paulo Angrisani Gomes, esteve reunido com os Auditores-Fiscais de Santos (SP) debatendo a importância da participação política.

Na abertura do evento, o presidente da DS/Santos, Wellington Clemente, fez uma breve análise de conjuntura, situando-a no impasse a que a Classe chegou, com o possível descumprimento do acordo por parte do Governo. “No âmbito sindical negociamos, pressionamos com greve e soubemos a hora certa de sair, conseguindo fechar um ótimo acordo dentro de nossas atuais possibilidades”, declarou Wellington Clemente Feijó.

Confira anexa íntegra da nota sobre o Dia de Protesto em Santos.

 

INÍCIO


União
Acre divulga à imprensa motivos da paralisação

reduzida

Os Auditores-Fiscais do Acre, juntamente com outras carreiras típicas de Estado, estiveram reunidos ontem (21/8) no prédio do Ministério da Fazenda, como parte da mobilização do Dia Nacional de Protesto Unificado. Eles deram ampla divulgação na imprensa local aos motivos da paralisação e divulgaram nota (ver anexo). “Fizemos questão de denunciar à sociedade acreana, que o Governo Federal não cumpriu o acordo firmado com nossa classe em junho de 2008”, afirmou Gean Barreto, presidente da DS/Acre.

INÍCIO

 

Pará
Paralisação demonstra poder de mobilização das categorias

Na manhã de ontem (21/8), as carreiras típicas de Estado que aguardam a edição da MP (Medida Provisória) realizaram um ato contra a postura do Governo, em frente ao Ministério da Fazenda, em Belém (PA), como parte do Dia Nacional de Protesto Unificado.

Contando com expressiva participação das várias carreiras, a paralisação no Pará teve grande repercussão na mídia local. Os Auditores-Fiscais do estado e demais carreiras típicas aproveitaram para deliberar conjuntamente a realização de uma mobilização nos dias 3 e 4 de setembro, caso o Governo insista em descumprir os acordos assinados. A proposta será encaminhada para as bases e direções das entidades.

Confira anexa íntegra da nota sobre o assunto.

 

INÍCIO

Maranhão
Manifesto é divulgado na imprensa local

Como parte das estratégias do Dia Nacional de Protesto Unificado das Carreiras Típicas de Estado, ontem (21/8), os Auditores-Fiscais do Maranhão divulgaram manifesto (anexo) na imprensa local.

“Os Auditores-Fiscais do Trabalho e os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil, perplexos diante da atitude do Governo em não cumprir o acordo firmado com os servidores públicos integrantes das carreiras de auditoria fiscal, vêm a público manifestar sua indignação com a falta de respeito para com aqueles que têm o dever de garantir os recursos necessários ao financiamento do estado brasileiro e zelar pelo cumprimento das leis tributárias, trabalhistas e previdenciárias em nosso País.”

INÍCIO

 

FOTO LEGENDA

reduzida.jpg

Mato Grosso – A DS promoveu um café-da-manhã no prédio do Ministério da Fazenda para marcar o Dia Nacional de Protesto Unificado das Carreiras Típicas de Estado.


  

INÍCIO

Protesto
Fita preta é distribuída em sinal de luto

O Dia Nacional de Protesto Unificado das Carreiras Típicas de Estado, realizado ontem (21/8) na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Sorocaba (SP), foi marcado por um café-da-manhã no qual os Auditores discutiram os rumos da Campanha Salarial.

Na ocasião, a DS (Delegacia Sindical) Sorocaba distribuiu fitas pretas para os presentes, simbolizando o luto pela quebra do acordo e pelo atraso na emissão da MP (Medida provisória) do reajuste salarial.

INÍCIO

 

RFB
Unafisco aciona secretária na defesa dos Auditores

A DEN (Diretoria Executiva Nacional) enviou ontem (21/8) à secretária da RFB (Receita Federal do Brasil), Lina Maria Vieira, carta embasada em quatro documentos que ajudam a traçar um retrospecto dos últimos passos da negociação entre os Auditores-Fiscais e o Governo, solicitando providências da Administradora.

O primeiro documento é um Quadro Comparativo entre os Termos do Acordo firmado com o Governo Federal e as entidades representativas do fisco e do trabalho, e a minuta da MP (Medida Provisória) cadastrada no Sidof (Sistema de Geração e Tramitação de Documentações Oficiais), apontando as divergências entre os dois textos.

Além disso, também foi enviada à secretária uma sugestão de minuta elaborada pela DEN com base na minuta oficial, corrigindo os equívocos a fim de restabelecer o consenso expresso no Termo de Acordo. Para facilitar a compreensão, a DEN grifou de vermelho os pontos que devem ser excluídos da minuta e destacou em verde as alterações no texto que garantem o cumprimento do acordo.

A DEN ressaltou também os pontos que vêm gerando tensão na base. Um deles diz respeito à negociação dos dias parados. Para subsidiar a secretária, foi encaminhada a cópia da carta solicitada pelo secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva, para formalizar a intenção dos Auditores de negociar os dias parados durante a greve.

“O documento solicitado foi encaminhado ao Sr. Duvanier Paiva Ferreira no dia 10 de julho último. Entretanto, decorridos mais de 40 dias da entrega do documento, não houve qualquer manifestação em resposta por parte do Secretário de Recursos Humanos do MPOG, bem como continuam a ser implementadas as medidas de retaliação assumidas pelo Governo Federal quanto aos dias de paralisação decorrentes da greve dos Auditores-Fiscais. Solicitamos da Secretária que implemente gestões para o reinício das negociações e que os compromissos assumidos pelo Sr. Paiva sejam honrados”, reivindicou no documento o presidente do Unafisco, Pedro Delarue, à administradora.

A carta enviada à secretária – contendo os quatro documentos – pode ser lida anexa a este Boletim.

INÍCIO

 

Manaus
DEN pede cancelamento de normas que usurpam atribuições

O presidente do Unafisco Sindical, Pedro Delarue, encaminhou ontem (21/8) correspondência à Auditora-Chefe da Alfândega da RFB (Receita Federal do Brasil) do Porto de Manaus (AM), Maria Elízia Alves de Andrade, solicitando a adoção urgente de medidas para a reversão de uma série de atos administrativos que usurpam atribuições exclusivas de Auditores-Fiscais. De acordo com o texto, duas portarias editadas nos meses de julho e agosto afrontam a condição de Autoridade de Estado dos Auditores-Fiscais.

Na primeira, publicada no dia 15 de agosto, a portaria delega competências e designa atribuições a todas as subunidades da Alfândega, entre elas a execução de diligências e intimação de contribuintes, o que por si só configura ilegalidade por ferir atribuição privativa de Auditor-Fiscal. A segunda portaria agrava ainda mais o equívoco, ao conferir a Analista-Tributário a chefia de subunidade da Alfândega, no caso em questão, a Saort (Seção de Orientação e Análise Tributária).

De acordo com a carta enviada à Auditora-Chefe da unidade, as portarias ferem, pelo menos, quatro princípios constitucionais: da legalidade, por delegar atribuição exclusiva da Autoridade Fiscal; de concurso público, por possibilitar, em clara afronta ao ordenamento jurídico, ascensão funcional à Analista; da eficiência, por impor risco ao erário em função da delegação de atividade a servidor sem competência legal e qualificação técnica para a atividade; e o da razoabilidade, vez que se há Auditores na unidade, não há razão para a nomeação de auxiliares para a execução do serviço.

Em função dos vícios encontrados nas portarias, a DEN (Diretoria Executiva Nacional) solicita a revogação delas e dos atos administrativos que alocam Auditores-Fiscais para Comissões de Licitação, “por lhes ser exigido o exercício de atividade de média e baixa complexidade, incompatíveis com as atribuições de autoridade fiscal”.

Para o diretor de Assuntos Jurídicos da DEN, Wagner Teixeira Vaz, a fundamentação jurídica do documento deve ser suficiente para reverter a situação. “Esperamos que a Inspetora se convença da ilegalidade de se manter uma Analista chancelando atos da Autoridade Fiscal, bem como da inconcebibilidade de um Auditor exercer atividade meio na Receita Federal, haja vista que tal atividade é atribuição de servidor de apoio administrativo”, afirma o diretor.

Confira a íntegra da carta enviada à Alfândega em anexo deste Boletim.

INÍCIO

 

Reunião
Comissão de Orçamento conclui reunião em Brasília

Terminou ontem (21/8), em Brasília, a reunião da CPO (Comissão Permanente de Orçamento) composta por Gil Marks (DS/Passo Fundo), João Luiz dos Santos (DS/Piauí), Francisco Gazzola (DS/Juiz de Fora) e Javier Padilla (DS/Joinville), que durante dois dias estiveram reunidos na DEN (Diretoria Executiva Nacional) com o diretor de Finanças, Luiz Gonçalves Bomtempo para acompanhamento da execução orçamentária que tem previsão estatutária. Bomtempo avaliou a reunião “como exitosa e afirmou que as sugestões da comissão são pertinentes e objetivam o aperfeiçoamento das peças orçamentárias”.

INÍCIO

 

Evento
DS/SP e outras entidades realizam seminário sobre LOF

Na próxima segunda-feira (25/8), a DS (Delegacia Sindical) São Paulo, o Unafisco Associação, o Sindifisp-SP (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil no Estado de São Paulo) e a Apafisp (Associação Paulista dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) realizam o seminário “LOF: A importância da autoridade fiscal para o Estado”. Wagner Teixeira Vaz, diretor de Assuntos Jurídicos da DEN (Diretoria Executiva Nacional), será um dos palestrantes.

Confira anexo o programa completo e o breve currículo dos palestrantes do seminário, que ocorrerá no Hotel Ca’d’Oro, Rua Augusta, 129, Consolação, São Paulo-SP. Para participar os Auditores podem se inscrever, enviando um e-mail para atendimento@unafiscosindical-sp.org.br e informando o telefone de contato.

INÍCIO

 

Trabalho de Auditor
Auditores detectam sonegação na venda de veículos importados

Seis Auditores-Fiscais e servidores da RFB (Receita Federal do Brasil), com apoio da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, realizaram na última quarta-feira (20/8) a Operação Porto Real, no cumprimento de mandados de busca e apreensão em indústria de veículos no Estado do Rio de Janeiro e em concessionária da mesma marca em Londrina (PR). A imprensa já divulgou o nome dos investigados, contudo a RFB esclarece que a informação não foi divulgada por ela, já que o juiz expediu o mandato de busca e apreensão em segredo de justiça.

No curso das investigações, conduzidas pela inteligência da RFB, foram identificados fortes indícios da existência de esquema de sonegação e fraude de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de veículos de luxo importados diretamente por subsidiária brasileira de indústria automobilística. De acordo com o delegado-adjunto da RFB, em Londrina, Auditor-Fiscal Davi José de Oliveira, os valores são expressivos. “A sonegação é em cima de no mínimo 900 veículos, com valor em torno dos R$ 140 mil”, disse ao Boletim.

Segundo a Receita, os veículos eram importados como se fossem para uso da empresa no país e para testes em concessionárias. Os carros, porém, tinham outro destino: eram revendidos no mercado. Leia Mais

INÍCIO

 

Eleições 2008
Auditores têm espaço no site para divulgar campanha

A DEN (Diretoria Executiva Nacional), a exemplo do que já foi feito em campanhas eleitorais anteriores, está disponibilizando um espaço em seu site para os Auditores-Fiscais que são candidatos em 2008 divulgarem suas propostas. O banner eleições 2008, que fica do lado esquerdo da página, traz informações sobre os candidatos como cargo, estado e partido. Para obter mais informações sobre o candidato, basta clicar sobre o nome dele. Os Auditores que quiserem divulgar sua candidatura devem enviar uma página, em formato Word, contendo texto e foto para o e-mail jornalismo@unafisco.org.br.

INÍCIO

 

Prêmios
DS Salvador parabeniza Auditores e apóia grupo de discussão racial

O Auditor-fiscal Marcos Vinicius Neder foi o vencedor do Prêmio Tributarista de Destaque 2007/2008 e Paulo Ayres Barreto o ganhador do Prêmio Melhor Livro de direito tributário. A DS (Delegacia Sindical) Salvador enviou nota parabenizando os Auditores e fazendo uma reflexão sobre o atual momento em que se encontra a Classe.

Grupo - Foi criado no dia 9 de agosto o grupo de discussões "Auditores Negros e Negras da RFB (Receita Federal do Brasil)”, que pode ser acessado no endereço eletrônico http://br.groups.yahoo.com/group/auditoresnegrosenegras.

O grupo se destina à troca de mensagens relacionadas à problemática racial no Brasil e no mundo, além de buscar integrar os referidos colegas e incentivá-los a participar das lutas que o Movimento Negro Brasileiro vem implementando. Maiores informações, os interessados devem enviar mensagens para wissantos@yahoo.com.br ou ligar para o telefone (71) 8899.5586 e falar com Wilson Santos.

As duas notas enviadas pela DS estão anexas.

INÍCIO

 

Nota de falecimento

A DS (Delegacia Sindical) Novo Hamburgo (RS) comunica com pesar o falecimento da Auditora-Fiscal aposentada Nancy Moraes Merg, ocorrido no dia 24 de julho. A DS e seus filiados, bem como a DEN, solidarizam-se com seus familiares.

INÍCIO

 

DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

Mobilização
Carreiras Típicas de Estado promovem Dia de Protesto

MP
Para Chinaglia, reajuste é urgente e relevante
Paralisação
Em Manaus, quase não houve desembaraço
Manifestação
Auditores promovem Ato Público no centro do Rio
Foz do Iguaçu
Protesto com café-da-manhã e manifesto
São Paulo
Ato público marca Dia de Protesto
Mobilização
Santos debateu importância da participação política da Classe
União
Acre divulga à imprensa motivos da paralisação
Pará
Paralisação demonstra poder de mobilização das categorias
Maranhão
Manifesto é divulgado na imprensa local
FOTO LEGENDA
Protesto
Fita preta é distribuída em sinal de luto
RFB
Unafisco aciona secretária na defesa dos Auditores
Manaus
DEN pede cancelamento de normas que usurpam atribuições
Reunião
Comissão de Orçamento conclui reunião em Brasília

Evento
DS/SP e outras entidades realizam seminário sobre LOF

Trabalho de Auditor
Auditores detectam sonegação na venda de veículos importados
Eleições 2008
Auditores têm espaço no site para divulgar campanha
Prêmios
DS Salvador parabeniza Auditores e apóia grupo de discussão racial
Nota de falecimento
   
   

Boletim em
formato word