-->


Home
Brasília, 18 de abril de 2008

ANO XIII

Nº 2582

     

Editorial
DEN encaminha contra proposta do Governo

Há mais de um mês em greve, os Auditores-Fiscais irão deliberar hoje, durante Assembléia Nacional Conjunta, sobre a proposta apresentada pelo Governo na última terça-feira (15/4), que, entre outros pontos, ratifica o extenso calendário de reajuste, potencializa os critérios negativos do Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira) e não atende às reivindicações salariais da Classe.

A DEN (Diretoria Executiva Nacional), ciente da sua responsabilidade na condução do movimento de valorização do cargo do Auditor-Fiscal, encaminha de forma contrária à aprovação da proposta (indicativo 1).

De acordo com o que foi apresentado pelo Governo, o salário final é o mesmo oferecido no início deste mês, abaixo, portanto, do valor apresentado em outubro de 2007. Sobre o fosso, o Governo retrocedeu e retirou a transposição salarial negociada em março passado. Acerca do calendário, aumentou em oito meses a implantação da primeira parcela e em um ano e três meses a da última, com relação ao oferecido antes.

Sidec – Afora todos esses pontos negativos, o Governo piorou os critérios de avaliação para fins de promoção e progressão na carreira, previstos no Sidec. O Governo continua insistindo num modelo baseado apenas nos critérios de mérito, desconsiderando os de antigüidade, impondo a Auditores-Fiscais um sistema de avaliação inédito, jamais visto em outras carreiras públicas civis e militares.

Além disso, a trava que varia de 0% a 30% proposta para a promoção transforma a carreira num funil e não numa pirâmide como afirma o Governo. Para se ter uma idéia das conseqüências dessa imposição, basta fazer algumas comparações. Sob os atuais critérios, um Auditor leva de 12 a 18 anos para percorrer todos os níveis da carreira até chegar ao seu topo.

Com as travas do Sidec, esse tempo será aumentado em muito. Exemplo: em um grupo de cem Auditores que entrar agora na carreira, nenhum deles terá atingido o topo passados 12 anos de serviço. Depois de 18 anos, apenas nove chegarão ao fim da carreira. Com 28 anos e meio, 80 terão atingido o último nível. E somente após 42 anos, 99 deles chegarão ao final.

Vale ressaltar que esses períodos consideram que a RFB (Receita Federal do Brasil) sempre cumprirá as metas institucionais de arrecadação. Caso contrário, os intervalos de tempo ainda serão aumentados. Ou seja, o Sidec não se constitui num sistema de avaliação, mas de punição, que condena a carreira do Auditor-Fiscal à completa estagnação.

Negociações – Antes da greve, a Classe negociou durante sete meses com o Governo de forma séria e responsável, exaurindo todo o processo de conversação e concedendo aos negociadores todos os prazos possíveis e necessários à formulação de uma proposta completa para ser apresentada aos Auditores.

Em vez disso, o Governo optou pela intransigência e pelo descumprimento de acordos firmados. Retrocedeu inúmeras vezes em propostas apresentadas e desconsiderou o sentimento de frustração e insatisfação gerado na Classe diante das posturas assumidas na negociação.

Por tudo isso, os Auditores-Fiscais decidiram iniciar uma paralisação, que já é considerada a maior de toda história da Receita Federal. Tudo o que a Classe deseja é o reconhecimento da importância que ela tem para o Estado brasileiro, de tal forma que o Governo responda positivamente às reivindicações da Campanha Salarial.

Reflexos – Diante das opções feitas pelo Governo durante o processo de negociação, os Auditores-Fiscais não aceitam ser responsabilizados pelos transtornos causados pela greve. Se existe um responsável, esse é o Governo. Em vários editoriais do Unafisco publicados antes do movimento, a diretoria detalhou o quanto a Classe foi paciente e renovou o crédito de confiança no Governo.

Porém, ele desconsiderou todos os alertas feitos e empurrou, irremediavelmente, os Auditores para a greve. Apesar disso, ainda há tempo de reverter os equívocos cometidos e fazer uma proposta que contemple as reivindicações da Classe.

Os Auditores estão dispostos, como sempre estiveram, a continuar desempenhando o seu estratégico papel de garantir a arrecadação, combater a sonegação e promover o fluxo do comércio exterior brasileiro.

Quem criou esse impasse é o único que pode resolvê-lo. A solução, portanto, está nas mãos do Governo.

Indicativo 2 – Na Assembléia Nacional Conjunta de hoje, os Auditores também irão decidir se aprovam realização de Ato Público no dia 24 de abril, às 10 horas, em frente ao Ministério do Planejamento, em Brasília, e trabalho parlamentar no Congresso Nacional, com a participação da Anfip (Associação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) e do Sinait (Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho), a partir das 14h30.

Os dois indicativos e as considerações sobre eles estão na Área Restrita do site do Unafisco.

INÍCIO

Justiça
Ministro reconsidera decisão que proibia corte de ponto

O ministro do STJ, (Superior Tribunal de Justiça), Napoleão Nunes Maia Filho, reconsiderou a decisão que deferiu liminar em favor do Unafisco, determinando ao ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que se abstivesse de realizar o corte de ponto dos Auditores-Fiscais em greve.

A nova decisão do ministro foi uma resposta à interposição de agravo regimental feita pela AGU (Advocacia-Geral da União), no fim da tarde de ontem (17/4). Napoleão reafirmou sua defesa pela negociação, mas afirmou que diante do pedido da AGU não tinha como não considerar a decisão proferida pelo vice-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Gilmar Mendes, na suspensão de Tutela Antecipada que tratou do assunto e indeferiu o pedido liminar requerido pelo Unafisco.

Napoleão ressaltou em sua decisão que “quanto ao caso ora em análise, a decisão suprema que deferiu a Suspensão da Tutela Antecipada (STA 229-8/RS) consignou expressamente que a hipótese destes autos não traduz excepcionalidade capaz de justificar o pagamento dos dias parados. Dessa forma, esvai-se um dos requisitos autorizadores da concessão da tutela de urgência, o fumus boni iuris, o que basta para desestabilizar o raciocínio que serviu de fundamento à concessão da medida liminar mandamental”.

Diante desse novo contexto, o Departamento de Assuntos Jurídicos do Unafisco irá interpor recurso contra a decisão do ministro Napoleão, a fim de reverter seu entendimento.

A AGU ajuizou sua petição às 17h42 de ontem. A decisão foi disponibilizada no site do STJ às 19h24. E ainda dizem que a Justiça no Brasil é lenta.

INÍCIO

Greve
Presidente da Câmara ouve reivindicações dos Auditores

O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), ouviu ontem (17/4) as reivindicações dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil e dos Auditores-Fiscais do Trabalho, em seu gabinete.

Participaram da audiência com o parlamentar, os presidentes do Unafisco, Pedro Delarue; da Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil), Lupércio Machado Montenegro; da Anfip (Associação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil), Assunta Di Dea Bergamasco; e do Sinait (Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho), Rosa Maria Campos Jorge, que pediram apoio ao movimento.

Após ouvir as reivindicações dos Auditores, Chinaglia se comprometeu a interceder junto ao ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, para agilizar o andamento das negociações. “Vou tentar viabilizar uma conversa entre Governo e sindicalistas para solucionar o problema. O fato é que temos uma greve forte”, afirmou o presidente da Câmara.

Delarue também destacou a grande adesão ao movimento. “Ninguém consegue fazer uma greve dessas se não for por uma causa justa. Toda a Classe está mobilizada. A prova disso é que quase mil Auditores já entregaram os cargos em todo o país”, completou.

Os representantes das entidades repassaram ao presidente da Câmara uma carta conjunta que destaca a necessidade da valorização dos Auditores e de uma remuneração compatível com a atividade essencial desempenhada em nome do Estado brasileiro. Segue documento anexo .

INÍCIO

Comando de Mobilização
CNM delibera por envio de carta a Mantega

Conforme foi deliberado pelo CNM (Comando Nacional de Mobilização), o Unafisco e a Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) assinaram conjuntamente e encaminharam ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, uma carta em que solicitam o empenho do ministro na solução do impasse em que se encontra a negociação da Campanha Salarial dos Auditores-Fiscais.

A carta está anexa ao Boletim.

INÍCIO

Trabalho Parlamentar
Diretores pedem apoio ao deputado Carlito Merss

Mais um parlamentar se comprometeu a apoiar o movimento dos Auditores-Fiscais. Desta vez, foi o deputado federal Carlito Merss (PT-SC), que se reuniu ontem (17/4) com o primeiro vice-presidente do Unafisco, Gelson Myskovsky, e com o diretor-adjunto de Administração, Maurício Zamboni.

O deputado ouviu atentamente as reivindicações dos Auditores-Fiscais e se comprometeu em fazer contato com o Ministério do Planejamento. Durante o encontro, Zamboni contextualizou o movimento, abordando assuntos como a tabela salarial proposta pelo Governo, o Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira) e o cronograma de implantação do reajuste, que veio substituir o que já havia sido prometido. “Os Auditores não estão intransigentes, mas precisa haver uma negociação efetiva”, enfatizou.

INÍCIO

Câmara dos Deputados
Auditores recebem apoio de parlamentares

Quatro Auditores-Fiscais da DS (Delegacia Sindical) São Paulo, entre eles o presidente da DS, Luis Antônio Fuchs, e o diretor-adjunto de Assuntos Jurídicos do Unafisco, Kleber Cabral, se reuniram ontem (17/4) com parlamentares do estado para discutir a mobilização da Classe. O grupo teve reuniões com os deputados federais Cândido Vaccarezza (PT-SP) e José Genoíno (PT-SP).

Três pontos específicos foram discutidos com os parlamentares. O primeiro deles dizia respeito ao desgaste evidente dos interlocutores do Governo na negociação com os Auditores-Fiscais. Os dois deputados se comprometeram em discutir com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, a possibilidade de elevar a qualidade dos interlocutores da Administração e garantir negociadores com poder decisório.

Outro problema relatado pelos Auditores foi o cronograma apresentado pelo Executivo para o reajuste salarial da Classe, considerado muito extenso. Mais uma vez, tanto Vaccarezza quanto Genoíno se dispuseram a repassar a reivindicação às autoridades competentes.

Por último, o grupo tratou do Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira). Os parlamentares concordaram com a posição dos Auditores de que a discussão é extemporânea. O deputado José Genoíno demonstrou forte contrariedade à inclusão do assunto durante a Campanha Salarial. O parlamentar ressaltou que a discussão deve estar no âmbito dos debates sobre a LOF (Lei Orgânica do Fisco) e não nas conversas atuais sobre valorização da Classe. Genoíno afirmou, ainda, que a retirada do Sidec da pauta de negociação será, a partir de agora, bandeira própria de atuação do parlamentar.

INÍCIO

Senado
Auditores-Fiscais conversam com senador

Durante o dia de ontem (17/4), o vice-presidente da DS (Delegacia Sindical) Porto Alegre (RS), Fernando Magalhães, e o representante do CNM (Comando Nacional de Mobilização), Roberto Alvarez, reuniram-se com o senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) para apresentar um histórico das negociações da Classe.

O deputado estadual Frederico Antunes (PP) e o vereador por Uruguaiana (RS) Marcus Lemos (PP) foram os responsáveis por viabilizar o encontro. Horas antes, os parlamentares e o senador Zambiasi haviam se reunido com o secretário da RFB (Receita Federal do Brasil), Jorge Rachid, para relatar os prejuízos causados pela paralisação dos Auditores.

Em seguida, o senador Zambiasi recebeu Magalhães e Alvarez que, durante a conversa, detalharam os pontos do Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira). O parlamentar compreendeu o significado do sistema de avaliação, assim como o porquê de a Classe rejeitá-lo, afirmando que a solução para o impasse seria o secretário excluí-lo da proposta.

O vice-presidente da DS/Porto Alegre e o representante do CNM mostraram a Zambiasi que o Sidec proporciona a politização do órgão e fere de morte a impessoalidade, princípio basilar da atividade fiscal.

Ao final da reunião, sugeriram a realização de uma Audiência Pública no Congresso, nos mesmos moldes da que foi realizada na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, na última quarta-feira (16/4). O parlamentar se colocou à disposição para novos encontros com os Auditores, na próxima semana.

INÍCIO

Sobrecarga
Site do Unafisco bate recorde de acessos e sai do ar

Os seguidos recordes de acessos à página do Unafisco na internet durante esta semana levou a uma sobrecarga no site, que chegou a ficar fora do ar durante boa parte do dia de ontem (17/4). Desde segunda-feira (14/4), o número de acessos vem batendo recordes consecutivos todos os dias da semana. Ontem, ultrapassou mais uma vez o limite de capacidade e, por isso, quem tentou acessar o site do Unafisco foi encaminhado diretamente à página do Boletim.

A média histórica da página é de 15 mil acessos por dia, mas na quarta-feira (16/4) o número de computadores conectados ao site do Sindicato passou de 35 mil. Para se ter uma idéia do aumento da demanda por informações, o tráfego de dados realizado em um único dia, na quarta-feira, chegou próximo de 60% do total esperado para um mês.

É fato também que a greve está despertando a atenção não só dos brasileiros como também de estrangeiros. Até a quarta-feira, foram cerca de 1,5 mil acessos originados dos Estados Unidos – principal parceiro econômico brasileiro.

Além disso, entre os vizinhos latino-americanos, no mesmo período, foram mais de 800 acessos. Há registros até mesmo de computadores na China se conectando à página do Unafisco.

Para evitar uma sobrecarga que tire a página do ar novamente, o CPD (Centro de Processamento de Dados) do Unafisco está direcionando todos os acessos para uma página com somente dois links, um para este Boletim e o outro para a Área Restrita do site.

INÍCIO

4ª Região
Superintendente recebe Auditores para discutir greve

Recife reunião.jpg

Auditores-Fiscais se reuniram ontem (17/4) com a superintendente da 4ª RF (Região Fiscal), Lina Vieira, para tratar da Campanha Salarial. Durante a reunião, os representantes de Recife, Alagoas e Rio Grande do Norte expuseram os motivos da greve e os problemas encontrados na negociação.

Foram levantados alguns pontos em que é imprescindível avançar: cronograma, Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira), transposição e tabela.

INÍCIO

Mobilização
Atos Públicos marcaram a quinta-feira (17/4)

Ontem (17/4), data que marcou o 31º dia de greve, Auditores-Fiscais realizaram Atos Públicos em todo o país. A ação foi deliberada por 73,96% da Classe na Assembléia Nacional da última segunda-feira (14/4).

A mobilização serviu para demonstrar mais uma vez a unidade dos Auditores e a força do movimento grevista, que cresce a cada dia. A mesma união foi revelada no último dia 9 com o Ato Público nacional, realizado em Brasília, que levou mais de 600 Auditores à Esplanada dos Ministérios.

Confira nesta edição do Boletim o relato das manifestações que ocorreram ontem nos diversos estados brasileiro, demonstrando a intensidade do movimento.

INÍCIO

Viracopos
Manifestação reúne mais de 150 Auditores

Ontem (17/4), mais de 150 Auditores-Fiscais se reuniram na Alfândega de Viracopos (SP). Estiveram presentes Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil) lotados em Sorocaba, Piracicaba, Limeira, Jundiaí e Campinas, além de representantes dos Auditores-Fiscais do Trabalho, demonstrando a unidade do movimento.

Nas diversas falas, muitos Auditores destacaram a importância de defender as atribuições e a condição de autoridade de Estado da Classe a serviço do interesse público. Os Auditores também defenderam a rejeição integral ao Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira).

O Ato Público de ontem foi o segundo realizado em Viracopos desde o início do movimento.

Confira anexa íntegra das informações sobre a manifestação.

INÍCIO

Limeira
Auditores protestam contra desrespeito do Governo

Em Limeira (SP), o Ato Público foi realizado em frente à DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil). Todos os Auditores-Fiscais, ativos e aposentados, inclusive Auditores-Chefes de seções que não se encontram em greve, foram convidados a participar.

Durante a manifestação, foi lido documento intitulado “Porque nossa greve continua”. O texto é um relato do descaso com que o Governo vem tratando a Classe e aponta de forma resumida o eixo principal das reivindicações dos Auditores.

Pela manhã, cerca de 20 Auditores-Fiscais lotados na DRF participaram de Ato Público no Aeroporto Internacional de Viracopos em solidariedade aos Auditores de Campinas, conforme decisão da última Assembléia. O movimento reforçou a união e o otimismo da Classe.

INÍCIO

Ceará
Ato Público reúne mais de cem Auditores

Uma queima de fogos marcou o início do Ato Público dos Auditores-Fiscais cearenses que contou com a participação de cerca de 130 pessoas. A manifestação ocorreu em frente ao prédio do Ministério da Fazenda, em Fortaleza, e foi organizada pela DS (Delegacia Sindical) do Unafisco no Ceará e pelo Sindifisp/CE (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil no Estado do Ceará).

A manifestação foi em favor da valorização do cargo de Auditor-Fiscal e para protestar contra as propostas indicadas pelo Governo. Além dos Auditores da RFB (Receita Federal do Brasil), também participaram do protesto Auditores-Fiscais do Trabalho e Analistas do Banco Central.

Os Auditores presentes demonstraram sua rejeição à proposta de alteração dos critérios para promoção e progressão, Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira).

O relato enviado pela DS pode ser lido anexo .

INÍCIO

FOTO LEGENDA

Feira de Santana (BA) - Os Auditores-Fiscais da DRF (Delegacia da Receita Federal) Feira de Santana fizeram Ato Público em conjunto com os Auditores-Fiscais do Trabalho, na manhã de ontem (17/4). Os Auditores organizaram um café-da-manhã regional para protestar contra a tímida proposta do Governo em mesa de negociação, apresentada na última terça-feira (15/4).

 

INÍCIO

Pelotas
Ato público seguido de entrega de funções

Os Auditores-Fiscais lotados na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Pelotas (RS) realizaram Ato Público conforme decisão da última Assembléia Nacional (14/4). Na ocasião, foi ressaltada a união dos Auditores que fazem um movimento coeso e forte.

Em seguida, os Auditores-Chefes foram acompanhados pelos demais Auditores até o gabinete do delegado para entrega das funções. Todos assinaram um manifesto que foi entregue ao delegado. Confira outras informações nos anexos.

INÍCIO

Minas Gerais
Ato defende RFB e rejeita Sidec

O Ato Público dos Auditores-Fiscais de Belo Horizonte, Divinópolis, Poços de Caldas e Varginha aconteceu em frente ao prédio do Ministério da Fazenda da capital mineira. O diretor-adjunto de Comunicação Social do Unafisco, Alcebíades Ferreira, e representantes do Sinait (Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho) e do Sindifisp/MG (Sindicato dos Auditores-Fiscais no Estado de Minas Gerais) marcaram presença no protesto.

Durante a manifestação, os Auditores reforçaram que o mais importante é a defesa das atribuições dos Auditores e da RFB (Receita Federal do Brasil), com a firme rejeição ao Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira) e à LOF (Lei Orgânica do Fisco) apresentada pelo ProPessoas.

A nota enviada pela DS (Delegacia Sindical) Belo Horizonte está anexa a este Boletim.

INÍCIO

Ribeirão Preto
Pins e fogos de artifício marcam Ato Público

Ato Público em frente à DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Ribeirão Preto reuniu 71 Auditores-Fiscais do órgão e da DRJ (Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento) de Franca. Servidores do Fisco Estadual também compareceram em solidariedade aos Auditores.

Na oportunidade, foram proferidos discursos, concedidas entrevistas e distribuído material sobre os 30 dias de greve, a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e as últimas propostas do Ministério do Planejamento aos Auditores e à AGU (Advocacia Geral da União). O material pode ser lido anexo a este Boletim.

Ainda durante a manifestação, um grupo visitou os Auditores que estavam dentro da repartição, distribuindo o material e uma cartilha sobre o Sidec (Sistema de Desenvolvimento da Carreira), produzida pela DS (Delegacia Sindical) Pará. O ato foi encerrado com fogos de artifício e distribuição de pins.

INÍCIO

Vitória
Dia de intensa mobilização

A quinta-feira (17/4) foi marcada por diversas atividades em Vitória (ES). Cerca de 130 Auditores começaram o dia reunidos em um café-da-manhã em alusão aos 31 dias de greve.

Em seguida, os Auditores em cargo de chefia lotados na Alfândega formalizaram a entrega de seus cargos ao inspetor José Henrique Mauri, em uma demonstração de solidariedade à Classe.

Segue anexa nota encaminhada pela DS (Delegacia Sindical) Vitória.

INÍCIO

FOTO LEGENDA
Brasília.jpg

Brasília (DF) – Ato Público realizado ontem (17/4) pela DS (Delegacia Sindical) Brasília no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck reuniu Auditores-Fiscais para demonstrar a unidade do movimento. Um bolo, com a inscrição “31 dias de greve dos AFRFB”, faixas e adesivos deram o tom da manifestação.

 

INÍCIO

Mobilização
Dois Atos Públicos em Salvador

Salvador.jpg

Para protestar contra a proposta apresentada pelo Governo na última terça-feira (15/4), mais de 150 Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil) e do Trabalho fizeram Ato Público ontem (17/4), em frente ao Ministério da Fazenda, em Salvador (BA).

Durante a manifestação, foi distribuído aos contribuintes baianos um documento que retrata a atuação do Auditor-Fiscal na proteção do emprego e da indústria nacional, e no combate à corrupção, à lavagem de dinheiro, à sonegação e ao contrabando (de armas, drogas e mercadorias proibidas).

Terminal de Cargas – À tarde, foi realizado um segundo Ato Público, desta vez no Terminal de Cargas do Aeroporto de Salvador. Na ocasião, os Auditores fizeram uma visita aos inspetores do Terminal de Cargas e tiveram como resposta o comprometimento de que eles levarão as ponderações dos grevistas às instâncias superiores.

Confira anexa a nota na íntegra enviada pela DS (Delegacia Sindical) Salvador.

INÍCIO

 Curitiba
Ato Público marca 31º dia de greve

Ontem (17/4), 31º dia de greve, a DS (Delegacia Sindical) Curitiba e o Sinfispar (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil no Paraná) realizaram Ato Público, em frente ao prédio do Ministério da Fazenda, em protesto contra o tratamento que o Governo vem dispensando à categoria. Os Auditores-Fiscais do Trabalho também compareceram ao Ato para prestar solidariedade.

A greve em Curitiba prossegue cada vez mais intensa. A presença de um elevado número de Auditores está sendo esperada na Assembléia Nacional de hoje (18/4), que será realizada no Auditório do INSS, às 9 horas.

INÍCIO

Pará
Auditores da RFB e do Trabalho unidos em Ato Público

O Ato Público promovido pelos Auditores-Fiscais de Belém foi marcado por grande adesão e pela união com os Auditores do Trabalho. Durante o protesto, os Auditores reafirmaram a contraproposta aprovada pela Classe, que foi entregue a representantes do Governo na última reunião, em 15 de abril.

O Ato também rechaçou, por antecipação, qualquer proposta do Governo que inclua o Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira), prolongue o calendário para além de abril de 2009, não resolva o problema do fosso salarial e não contemple um reajuste percentual igual ou superior ao que está sendo oferecido a outro cargo da RFB (Receita Federal do Brasil).

A nota enviada pela DS (Delegacia Sindical) Pará está anexa a este Boletim.

INÍCIO

Anápolis
Auditores do Porto Seco expõem dificuldades em Ato Público

Conforme programado, Auditores-Fiscais lotados na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Goiânia (GO) seguiram, ontem (17/4), para o Porto Seco de Anápolis, em apoio ao movimento empreendido pelos colegas dessa DRF.

As intervenções dos Auditores durante o Ato Público demonstraram a indignação pela inabilidade dos interlocutores do Governo, pela impossibilidade de aceitação da tabela apresentada e pela necessidade de reação ao Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira)

O momento também serviu para que os Auditores alocados no Porto Seco expusessem os problemas enfrentados, que são principalmente em função das liminares e lotação do espaço físico. O efetivo de 30% não tem como cumprir as decisões judiciais em que há prazo para o desembaraço.

Mesmo diante das dificuldades enfrentadas, como ameaças, a Classe continua unida em busca da realização de suas expectativas, não havendo espaço para desmobilização. A imprensa local fez a cobertura do Ato Público.

Veja integra da nota enviada pela DS/Goiás anexa ao Boletim.

INÍCIO

FOTO LEGENDA

Recife (PE) - Ato Público em Frente à DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Recife, no dia de ontem (17/4), com as DSs (Delegacias Sindicais) Recife, Caruaru, Natal (RS) e Maceió (AL).

 

INÍCIO

Tocantins
Palestras de esclarecimento a contribuintes durante Ato

Palmas (TO).jpg

Auditores-Fiscais da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Palmas em conjunto com Auditores-Fiscais do Trabalho realizaram ontem (17/4) Ato Público em frente ao prédio da Delegacia. Na oportunidade, foram distribuídos informes sobre a responsabilidade e importância dos trabalhos realizados pelas autoridades fiscais. Houve, ainda, ciclos curtos de palestras no CAC (Centro de Atendimento ao Contribuinte) da DRF para esclarecer aos contribuintes as reivindicações dos Auditores e o movimento paredista da Classe.

INÍCIO

Santo Ângelo
Caravana leva Auditores a Porto Xavier

santo Angêlo.jpg

No dia de ontem (17/4), 14 Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil lotados na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Santo Ângelo e outros dois Auditores lotados na IRF (Inspetoria da Receita Federal do Brasil) de Três Passos se dirigiram em caravana à cidade de Porto Xavier (RS), na divisa com a Argentina.

O motivo da visita foi a demonstração de apoio à Classe e o reconhecimento do esforço, durante a paralisação, dos Auditores lotados na Inspetoria de Porto Xavier. Na ocasião, os colegas participaram de reunião para avaliar o movimento. Os Auditores-Fiscais lotados nas três localidade (Santo Ângelo, Três Passos e Porto Xavier) aderiram à paralisação desde o início, no dia 18 de março.

INÍCIO

FOTO LEGENDA

Maringá (PR) - Em reunião realizada na manhã de ontem (17/4), os Auditores-Fiscais de Maringá decidiram continuar a greve iniciada no dia 18 de março. Os Auditores entendem que a Classe merece mais respeito e consideração por parte do Governo em função da complexidade e responsabilidade das suas atividades. Além disso, reafirmam que os pleitos da Classe são legítimos.


INÍCIO

Maranhão
Indignação contra Governo Federal marca Ato Público

Na manhã de quinta-feira (17/4), os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil e os Auditores-Fiscais do Trabalho realizaram Ato Público em frente ao edifício-sede dos órgãos fazendários federais em São Luís, no Maranhão.

Foram muitas as manifestações de indignação contra a insistente tentativa do Governo Federal de rebaixar o cargo de Auditor-Fiscal em relação às demais carreiras típicas de Estado.

Decisão – A concessão, pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) de liminar em mandado de segurança, que protege os Auditores-Fiscais contra o corte de ponto, foi motivo de muita comemoração, inclusive entre os Auditores-Fiscais do Trabalho. Na avaliação dos participantes, o fato trouxe novo ânimo ao movimento, que tende a ganhar ainda mais força.

Em relação à última proposta apresentada pelo Ministério do Planejamento, a principal crítica foi quanto à insistência do Governo em vincular a implantação de remuneração na forma de subsídio à aceitação do Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira), o que foi rejeitado anteriormente por quase a totalidade da Classe. O cronograma excessivamente longo para a implementação das parcelas de aumento e a permanência do fosso salarial também foram objeto de muitas críticas.

INÍCIO

FOTO LEGENDA
Taubaté.jpg

Taubaté (SP) – Os Auditores-Fiscais lotados na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) local fizeram um Ato Público ontem (17/4), em frente ao prédio da Delegacia, para demonstrar a indignação ante à proposta apresentada pelo Ministério do Planejamento no último dia 15 e para reafirmar a luta pela valorização do cargo.

 

INÍCIO

Cumbica
Almoço reúne Auditores para discussões sobre rumo da greve

Cumbica.jpg

Cerca de 50 Auditores-Fiscais participaram de um almoço organizado pela DS/Cumbica, ontem (17/4), em Guarulhos.

No encontro, os Auditores-Fiscais discutiram os rumos da Campanha Salarial 2008 e fizeram um balanço da greve, que já completou um mês.

Outros assuntos debatidos durante a confraternização foram a notícia sobre a proibição dos descontos dos dias parados, a partir de decisão do Superior Tribunal de Justiça, e a Assembléia Nacional, marcada para hoje, às 13h30, na qual os Auditores irão avaliar a última proposta oferecida pelo Governo à Classe.

INÍCIO

Mobilização
Imprensa destaca atuação responsável de Santos

A mobilização responsável dos Auditores-Fiscais de Santos e os reflexos da greve continuam com amplo destaque na imprensa. Na quarta-feira (16/4), duas reportagens de tevê foram exibidas no jornal local da Rede Globo (JT 2ª Edição) e na TV Santa Cecília (Caderno Regional).

Também foram concedidas entrevistas aos jornais O Globo, O Estado de S. Paulo, Diário do Litoral e Expresso Popular, com matérias publicadas nas edições de ontem (17/04).

A imprensa tem divulgado que em Santos há 150 mil contêineres parados à espera de liberação, com um prejuízo estimado em mais de R$ 9 milhões.

Confira anexa íntegra da nota encaminhada pela DS (Delegacia Sindical) Santos sobre o assunto.

INÍCIO

Campos dos Goytacazes
Auditores pedem exoneração de cargos de chefia

Campos do Goytacazes.jpg

Os Auditores-Fiscais da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Campos dos Goytacazes (RJ) pediram exoneração dos cargos de chefia, assessoramento e de funções gratificadas, ontem (17/4). Os Auditores-Fiscais que ocupavam posições de chefia entregaram ao delegado da DRF documento explicativo sobre a motivação do grupo para a atitude.

No texto assinado por oito Auditores, são apresentados alguns motivos para o pedido, entre eles o “grande descontentamento” gerado pela apresentação por parte do Governo Federal de proposta “inegociável, bastante inferior à original”.

O documento termina com a ratificação do apoio dos Auditores aos colegas em greve e o pedido de “exoneração” das “funções de chefia e dos encargos de substituto eventual e supervisor”.

O texto na íntegra está anexo a este Boletim.

INÍCIO

Niterói
Auditores-Fiscais entregam seus cargos

Na tarde de ontem (17/4), os Auditores-Fiscais ocupantes de cargos comissionados e funções gratificadas na DRF (Delegacia da Receita Federal) em Niterói (RJ) se reuniram com o delegado, Marcelo Cruz Pontual, e colocaram seus cargos à disposição. Na oportunidade, foram também entregues ao delegado termos em que os demais Auditores, em atitude solidária, se comprometem a não aceitar indicação para funções que vierem a ficar vagas.

Durante o encontro, ficou claro nas discussões a convicção de que os valores da tabela remuneratória apresentada pelo MPOG (Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão) na última quarta-feira (15/4) não atende aos anseios da Classe, não somente no tocante aos valores propostos como também quanto ao prazo de implementação. Os Auditores estão preocupados ainda com os critérios de avaliação para efeitos de progressão e promoção previstos no projeto do Sidec (Sistema de Desenvolvimento na Carreira), os quais poderão penalizar grande maioria dos Auditores-Fiscais, deixando-os por anos sem progressão funcional.

Ao final, o presidente da DS (Delegacia Sindical) Niterói, Benedito Giovaldo Freirese, mostrou-se confiante de que, com mais essa demonstração dos Auditores ocupantes de cargos e funções gratificadas, a Classe terá sucesso nos seus pleitos, no sentido de uma remuneração justa e do reconhecimento do trabalho, com a valorização do cargo.

INÍCIO

Ji-Paraná
Insatisfação leva Auditores a abrir mão de funções de chefia

Chefes e substitutos das seções e equipes de Fiscalização Tributária e Aduaneira da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Ji-Paraná (RO) assinaram um documento, no dia de ontem (17/4), informando ao delegado-adjunto que abrem mão das funções gratificadas que ocupavam.

No documento, reafirmaram também a insatisfação com o tratamento que vem sendo dispensado pelo Governo Federal à Classe e a certeza de que o movimento é justo e a greve só foi utilizada como último recurso dos Auditores-Fiscais.

Os signatários do documento, afirmam também que o esforço do Governo Federal se concentra em impor sanções àqueles que utilizam o legítimo direito de greve, e que a insatisfação manifesta nas seções compromete o exercício dos cargos de chefia.

Veja documento nos anexos do Boletim.

INÍCIO

Osasco
Oito Auditores com cargos de chefia abrem mão das funções

Auditores-Fiscais da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) em Osasco (SP), ocupantes de funções de chefia, abriram mão dos cargos ontem (17/4). Ao todo, oito Auditores-Chefes assinaram o documento que foi entregue ao delegado da DRF/Osasco. No texto, eles apontam o “notório descaso com que governo vem tratando a Classe em relação às demais Carreiras Típicas de Estado”.

Os Auditores também reiteram, no texto, o apoio ao movimento paredista iniciado no dia 18 de março e reforçam a contrariedade com qualquer tipo de punição que possa ser aplicada em função do movimento grevista.

No último parágrafo do documento, os Auditores-Fiscais solicitam ao delegado da DRF que encaminhe o texto para as instâncias superiores do órgão e do Ministério da Fazenda para que tomem conhecimento da “insatisfação e preocupação dos servidores lotados nesta unidade administrativa (DRF/Osasco) quanto ao impasse nas negociações”.

O documento pode ser acessado na íntegra em anexo deste Boletim.

INÍCIO

Foz do Iguaçu
Inspetor declara apoio irrestrito a movimento

Na última quarta-feira (16/4), o chefe do Siana (Setor de Fiscalização e de Controle Aduaneiro), que também é chefe-substituto da IRF/SHA (Inspetoria da Receita Federal do Brasil em Santa Helena), Márcio Vakassugui, e o chefe-substituto do Siana, Luiz Cassanego, colocaram suas funções à disposição do inspetor da IRF/SHA, Orlando Kunio Onishi. O motivo foi a discordância com a condução da negociação com os Auditores-Fiscais

Através de e-mail, Onishi transmitiu ao presidente da DS (Delegacia Sindical) Foz do Iguaçu (PR), Alfonso Burg, seus votos para que a Classe logre êxito em suas reivindicações o que, segundo ele, implicará no fortalecimento da instituição Receita Federal. O inspetor ainda declara seu apoio incondicional ao movimento.

INÍCIO

São Paulo
Presidentes da DRJ 1 colocam cargos à disposição

Quinze presidentes de turma e substitutos da DRJ 1 (Delegacia da Receita Federal de Julgamento 1) colocaram, ontem (17/4), os cargos à disposição da delegada Maria do Socorro Pereira de Carvalho. Na carta entregue a ela ( anexa a este Boletim), os Auditores-Fiscais dizem que “colocam à disposição seus cargos ao mesmo tempo em que conclamam Vossa Senhoria (a delegada da DRJ 1) a levar às instâncias superiores de nossa Instituição o pedido para que sejam envidados todos os esforços para alcançar uma proposta que atenda aos justos pleitos de todos nós, Auditores-Fiscais”.

Na ocasião, a delegada também recebeu um manifesto elaborado pelos demais colegas da DRJ 1 em apoio aos Auditores-Chefes que colocaram os cargos à disposição. No documento, também anexo ao Boletim, os Auditores afirmam não aceitar qualquer convite para ocupar os cargos e funções que venham a ficar vagos em razão do movimento reivindicatório em curso.

INÍCIO

Araraquara
Cargos são colocados à disposição

Na manhã de ontem (17/4), Auditores-Fiscais de Araraquara (SP) entregaram os cargos e as funções comissionadas, como forma de demonstrar indignação diante da intransigência do Governo e de seus representantes em relação aos pleitos da Classe.

Anexo o documento de entrega de cargos.

INÍCIO

São Borja
Entrega de cargos e fila de caminhões no Porto Seco

A entrega dos cargos em São Borja (RS) aconteceu ontem (17/4). Dois Auditores-Chefes de equipe e quatro substitutos colocaram os cargos à disposição da Administração para demonstrar a indignação da Classe com a estagnação da negociação com o Governo.

Na localidade, os efeitos da paralisação se agravam a cada dia. Na segunda-feira (14/4), mais de 800 caminhões estavam parados tanto no pátio como fora do Porto Seco, na divisa do Brasil com a Argentina. O número foi considerado um recorde.

INÍCIO

Macaé
Impasse nas negociações faz chefias entregarem funções

Todos os Auditores-Fiscais ocupantes de chefias na IRF (Inspetoria da Receita Federal do Brasil) em Macaé (RJ), inclusive o inspetor-substituto, colocaram suas funções gratificadas, na última quarta-feira (16/4), à disposição da Inspetora da RFB (Receita Federal do Brasil) na cidade, por conta do impasse nas negociações. Pelo mesmo motivo, na ARF (Agência da Receita Federal do Brasil Classe “A”) Macaé, todos os Auditores-Fiscais ocupantes de chefias firmaram requerimento de dispensa de suas funções gratificadas e encargos, o qual será encaminhado ao delegado da RFB (Receita Federal do Brasil) em Campos. Confira documentos enviados à inspetora e ao delegado em arquivo anexo.

INÍCIO

Campinas
Entrega de cargos na DRF

Apesar de toda a pressão que a Classe vem sofrendo nos últimos dias, os Auditores-Fiscais lotados nas unidades representadas pela DS (Delegacia Sindical) Campinas continuam firmes no movimento. Na última quarta-feira (16/4), onze Auditores com função de chefia na DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Campinas colocaram seus cargos à disposição da delegada. Os Auditores-Chefes da DRF/Jundiaí e da Alfândega de Viracopos também fizeram o mesmo.

Ontem (17/4), os Auditores se reuniram pela manhã na Alfândega de Viracopos para a realização do Ato Público.

INÍCIO

Viracopos
Descumprimento de compromisso motiva entrega de cargo

Os Auditores-Chefes do Aeroporto Internacional de Viracopos entregaram na quarta-feira (16/4) ao inspetor-substituto documento em que formalizaram a entrega de cargos. Os Auditores explicaram que o Governo havia se comprometido “com proposta de remuneração por subsídio que representa a colocação de nossa categoria em patamar compatível com a complexidade do cargo e sua importância social e econômica”. O documento – que está anexo – destaca vários pontos da negociação e justifica o porquê de os Auditores-Chefes entregarem seus cargos.

INÍCIO

Caxias do Sul (RS)
Auditores-Chefes colocam cargos à disposição

No Dia Nacional de Entrega de Cargos, na última quarta-feira (16/4), Auditores-Fiscais, que ocupavam cargos de chefia em Caxias do Sul (RS) entregaram ao delegado-adjunto, Valmor Lazzari, documento colocando suas funções à disposição.

Segue trecho do documento:

“Os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil, ocupantes de cargos de chefia de equipe e seus substitutos na Delegacia da Receita Federal do Brasil em Caxias do Sul (RS), entendem que a greve é justa e oportuna, e somente uma mobilização forte e coesa é capaz de demonstrar de forma clara e evidente a insatisfação de toda uma categoria (...)”.

Dos 21 Auditores que assinaram o documento, 19 estão em greve desde o dia 18 de março, início do movimento paredista.

Confira íntegra do documento de entrega de cargos anexa .

INÍCIO

Presidente Prudente
Mais oito Auditores entregam cargos de chefia

presidente prudente.jpg

Na última terça-feira (15/4), sete Auditores-Fiscais em cargos de chefia e o delegado-adjunto da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Presidente Prudente colocaram os cargos à disposição da Administração. De acordo com o documento assinado pelos Auditores e anexo a este Boletim, a atitude é uma resposta à forma desrespeitosa que o Governo Federal tem dispensado à Classe. O texto também chama a atenção da Administração para a necessidade de uma solução ao impasse em que se encontram as negociações atualmente.

“Alertamos que o clima de insatisfação reinante no seio de nossa categoria tende a se agravar caso não haja uma rápida e satisfatória solução, dificultando sobremaneira a administração das atividades da Secretaria da Receita Federal do Brasil”, afirmam os Auditores.

INÍCIO

Suape
Auditores-Chefes do Porto entregam cargos

Os Auditores-Chefes que exercem suas funções no Porto de Suape (PE) entregaram, na última terça-feira (15/4), documento ao inspetor da Alfândega colocando seus cargos à disposição.

No documento, os Auditores destacam:

“Viemos, por meio deste, solidarizar-nos com os demais colegas em sua desmotivação e na greve, colocando as nossas funções de chefia à sua disposição, pois consideramos justo o atendimento do anseio da categoria, anseio este alimentado pelo próprio Governo, mas que descumpriu promessa feita nas mesas de negociação e, além disso, vem tomando todas as medidas (judiciais e extrajudiciais) para manter a sua atual posição de contrariedade aos nossos pleitos.”

Confira íntegra anexa.

INÍCIO

Cuiabá
Auditores abrem mão de funções gratificadas

Auditores-Fiscais da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Cuiabá (MT) em funções de chefia colocaram os cargos à disposição da Administração no último dia 14 de abril. Os 22 signatários do documento entregue ao delegado da DRF, João Rosa de Caravellas Neto, afirmam que a atitude é um ato de solidariedade à Classe. Os Auditores reclamam também que durante os mais de sete meses de negociação o Governo por meio de “inábeis interlocutores, descumpriu, de forma sistemática, os compromissos assumidos, em clara demonstração de desrespeito”.

Ao final do documento que está anexo a este Boletim, os Auditores reforçam que o clima de insatisfação da Classe “tende a se agravar caso não haja uma solução satisfatória”.

INÍCIO

FOTO LEGENDA
reduzida.jpg

Uberlândia (MG) – Na cidade mineira, todos os Auditores-Chefes entregaram os cargos, no dia 11 de abril, ao delegado e à delegada-adjunta da RFB (Receita Federal do Brasil). Também foi entregue moção de apoio assinada por mais de trinta colegas, que se comprometeram a não ocupar as chefias disponibilizadas.


INÍCIO

FOTO LEGENDA
Boa Vista.jpg

Boa Vista (RO) – Os Auditores-Chefes, substitutos e supervisores de equipe da DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Boa Vista entregaram documento ao delegado e delegado-adjunto, no último dia 28 de março, colocando suas funções à disposição. O documento está anexo.


INÍCIO

Galeão
Assembléia Nacional no Aeroporto Internacional do Rio

Ontem (17/4), foi realizada a Assembléia Nacional no Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim (Galeão), onde a proposta do Governo, objeto do indicativo 1, foi rejeitada por unanimidade. Já o indicativo 2, relativo ao ato público e trabalho parlamentar do dia 24 de abril, foi aprovado, também por unanimidade.

Hoje, a DS (Delegacia Sindical) Rio de Janeiro realiza Assembléia no prédio da ABI localizado na rua Araújo Porto Alegre, nº 71, Centro do Rio, às 14h30. 

INÍCIO

Chamada
DS/Manaus lembra importância da participação na Assembléia de hoje

A DS (Delegacia Sindical) Manaus (AM) reforça a importância da participação do maior número possível de filiados, hoje, na Assembléia Nacional, às 9 horas, no Hotel Ana Cássia (Rua das Andradas, 14. Centro, 9º andar – entre a Alfândega, no Porto e a loja Bemol). A Assembléia contará com a participação de integrantes do CNM (Comando Nacional de Mobilização).

INÍCIO

CURTAS

Vitória da Conquista (BA) – movimento paredista continua forte no município baiano. A DS (Delegacia Sindical) local mantém 30% do efetivo trabalhando para atender jurisprudência.  

INÍCIO

Assembléia
Mudanças regulamentares no Unafisco Saúde

Foi realizada no dia 17 de abril, em todo o país, Assembléia Nacional do Unafisco Saúde. Em pauta, as alterações no Regulamento do Unafisco Saúde.

Algumas alterações foram sugeridas como a que permite a permanência como titulares do Plano de Saúde, de ex-Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil e, nos termos da Lei 9656/98, de ex- empregado do Unafisco Sindical, desde que assuma o pagamento integral da mensalidade. A alteração vai permitir que o ex-Auditor-Fiscal participante do plano possa continuar como beneficiário, mesmo indo trabalhar em outro lugar.

Também foi sugerido a possibilidade de inclusão de companheiro(a) de união homo afetiva, entre os dependentes. Tal medida é uma adequação do plano ao que já vem sendo adotado por outras operadoras de autogestão.

Foi colocado em votação critérios para comprovação de vínculo com companheiro(a). É preciso que o titular mantenha relação estável, comprovada a coabitação por período igual ou superior a dois anos, mediante declaração escrita do titular, com a assinatura de duas testemunhas.

Outro indicativo sugeria alterações no período do mandato do Conselho Curador, tal como ocorreu com a DEN (Diretoria Executiva Nacional) do Unafisco, em decorrência de mudança aprovada no X Conaf (Congresso Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal), em 2006. Foram sugeridas alterações nas regras para reeleição no Conselho Curador.

O resultado da assembléia está em fase de tabulação e em breve o plano divulgará a decisão da maioria dos beneficiários.

INÍCIO

Errata
Auditores do Escor 7ª RF apenas manifestam apoio a greve

Conforme divulgamos na edição de ontem (17/4) deste Boletim, os Auditores-Fiscais do Escor (Escritório de Corregedoria) da 7ª RF (Região Fiscal) manifestaram apoio ao movimento paredista, com vistas à recuperação da dignidade da carreira típica de Estado dos Auditores. No entanto, não entregaram os cargos como publicamos.

INÍCIO

Nota Falecimento

É, com pesar, que a DS (Delegacia Sindical) Recife (PE) comunica o falecimento da Auditora-Fiscal aposentada da Receita Federal do Brasil, Woina Guimarães de Oliveira Lima. O sepultamento será hoje, às 11 horas. A DEN (Diretoria Executiva Nacional) e a DS/Recife se solidarizam com a família neste momento de dor.

INÍCIO

 

DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

Justiça
Ministro reconsidera decisão que proibia corte de ponto
Greve
Presidente da Câmara ouve reivindicações dos Auditores
Comando de Mobilização
CNM delibera por envio de carta a Mantega
Trabalho Parlamentar
Diretores pedem apoio ao deputado Carlito Merss
Câmara dos Deputados
Auditores recebem apoio de parlamentares
Senado
Auditores-Fiscais conversam com senador
Sobrecarga
Site do Unafisco bate recorde de acessos e sai do ar
4ª Região
Superintendente recebe Auditores para discutir greve
Mobilização
Atos Públicos marcaram a quinta-feira (17/4)
Viracopos
Manifestação reúne mais de 150 Auditores
Limeira
Auditores protestam contra desrespeito do Governo
Ceará
Ato Público reúne mais de cem Auditores
FOTO LEGENDA
Pelotas
Ato público seguido de entrega de funções
Minas Gerais
Ato defende RFB e rejeita Sidec
Ribeirão Preto
Pins e fogos de artifício marcam Ato Público
Vitória
Dia de intensa mobilização
FOTO LEGENDA
Mobilização
Dois Atos Públicos em Salvador
Curitiba
Ato Público marca 31º. dia de greve
Pará
Auditores da RFB e do Trabalho unidos em Ato Público
Anápolis
Auditores do Porto Seco expõem dificuldades em Ato Público
FOTO LEGENDA
Tocantins
Palestras de esclarecimento a contribuintes durante Ato
Santo Ângelo
Caravana leva Auditores a Porto Xavier
FOTO LEGENDA
Maranhão
Indignação contra Governo Federal marca Ato Público
FOTO LEGENDA
Cumbica
Almoço reúne Auditores para discussões sobre rumo da greve
Mobilização
Imprensa destaca atuação responsável de Santos
Campos dos Goytacazes
Auditores pedem exoneração de cargos de chefia
Niterói
Auditores-Fiscais entregam seus cargos
Ji-Paraná
Insatisfação leva Auditores a abrir mão de funções de chefia
Osasco
Oito Auditores com cargos de chefia abrem mão das funções
Foz do Iguaçu
Inspetor declara apoio irrestrito a movimento
São Paulo
Presidentes da DRJ 1 colocam cargos à disposição
Araraquara
Cargos são colocados à disposição
São Borja
Entrega de cargos e fila de caminhões no Porto Seco
Macaé
Impasse nas negociações faz chefias entregarem funções
Campinas
Entrega de cargos na DRF
Viracopos
Descumprimento de compromisso motiva entrega de cargo
Caxias do Sul (RS)
Auditores-Chefes colocam cargos à disposição
Presidente Prudente
Mais oito Auditores entregam cargos de chefia
Suape
Auditores-Chefes do Porto entregam cargos
Cuiabá
Auditores abrem mão de funções gratificadas
FOTO LEGENDA
FOTO LEGENDA
Galeão
Assembléia Nacional no Aeroporto Internacional do Rio
Chamada
DS/Manaus lembra importância da participação na Assembléia de hoje
CURTAS
Assembléia
Mudanças regulamentares no Unafisco Saúde
Errata
Auditores do Escor 7ª RF apenas manifestam apoio a greve
Nota Falecimento
   
   

Boletim em
formato word