-->


Home
Brasília, 08 de outubro de 2007

ANO XI

Nº 2455

   

Mobilização
Valorização da Classe é destaque durante jantar


400 convidados participaram do jantar no qual foi
distribuído o manifesto

 

Cerca de 300 delegados, inspetores, superintendentes, coordenadores e secretários-adjuntos responderam ao convite do Unafisco para um jantar de confraternização, que ocorreu na última quinta-feira, em Brasília.

Os Auditores-Fiscais, que se encontravam na capital federal para uma reunião de trabalho, foram também convidados a somar esforços na busca pelo justo reconhecimento da importância da carreira.

Durante o encontro foi distribuído o documento elaborado pelo Unafisco em que a DEN (Diretoria Executiva Nacional) expõe 13 motivos para valorizar o trabalho do Auditor-Fiscal, publicado no Boletim da última quinta-feira (4/10) e republicado hoje nos anexos. Também foi distribuído um manifesto aprovado no segundo dia da reunião extraordinária do Conselho no CDS (Conselho de Delegados Sindicais), realizada em Brasília de 3 a 5 de outubro.

O jantar foi oferecido pelo Unafisco, pela Fenafisp (Federação dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) e pela Anfip (Associação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil), e contou com a participação de 400 pessoas, incluindo representantes das entidades, entre os quais delegados e observadores que participavam do CDS, e Auditores-Fiscais que exercem cargos em comissão na RFB. Leia mais

 

INÍCIO

CDS
Eleição na DS/São Paulo sai da pauta das reuniões

Os delegados sindicais que participaram da reunião extraordinária do CDS (Conselho de Delegados Sindicais) realizada em Brasília, nos dias 3, 4 e 5 de outubro, aprovaram a proposta segundo a qual está excluído da pauta do Conselho o tema referente às eleições na Delegacia Sindical do Unafisco em São Paulo.

De acordo com a deliberação dos delegados, o assunto também não ficará pendente para outras reuniões do CDS. Durante os três dias de reunião, os 100 Auditores-Fiscais presentes discutiram outros assuntos de interesse da Classe, entre eles, a Campanha Salarial 2007. As deliberações do Conselho serão submetidas agora à Assembléia Nacional marcada para a próxima quarta-feira, 10 de outubro.

INÍCIO

 

Nota técnica
Estudo sobre subsídio está na Área Restrita

O resultado da Assembléia Nacional do dia 20 de setembro indicou a aprovação por 95,31% do encaminhamento às instâncias de deliberação do Unafisco/Fenafisp da discussão sobre a estrutura de remuneração do cargo de Auditor-Fiscal sob a forma de subsídio. Para fornecer elementos ao debate, a DEN (Diretoria Executiva Nacional) informa que já está publicada nos Boletins Restritos, na Área Restrita do site do Unafisco, uma nota técnica com considerações sobre a remuneração por subsídios. O material foi elaborado pelo Departamento de Estudos Técnicos do Sindicato.

INÍCIO

 

Campanha Salarial
Unafisco e MPOG divergem sobre impacto financeiro

Técnicos do MPOG (Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão) reuniram-se na última sexta-feira (5/10) com representantes do Unafisco e do Sinait (Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho) para debater um estudo elaborado pelo Sindicato sobre os impactos financeiros nas contas públicas para o atendimento das reivindicações dos Auditores-Fiscais.

Há uma discordância quanto ao impacto previsto pelo Unafisco e pelo MPOG. Nas contas do Sindicato, caso o Governo atenda a nossas reivindicações, o acréscimo anual será de R$ 5,8 bilhões na folha de pagamento para abranger um universo de 40 mil servidores (todos os Auditores-Fiscais e os Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil, incluindo os aposentados e pensionistas). Já a soma do Governo chega a R$ 11,5 bilhões anuais para atender ao mesmo universo de servidores.

Segundo as explicações dadas pelos técnicos do MPOG, o estudo do Unafisco não está errado. No entanto, as contas estariam corretas, na visão do Governo, se a remuneração dos servidores fosse por subsídio. A diferença de R$ 5,8 para R$ 11,5 bilhões está, segundo os técnicos do Governo, nos adicionais que incidem sobre o vencimento básico, como o por tempo de serviço, de insalubridade e de periculosidade, além das ações judiciais.

Apesar dessa argumentação, os técnicos do MPOG não apresentaram nenhuma planilha, nem disseram como foi feito o cálculo, mesmo o representante do Unafisco tendo feito essa solicitação. O Sindicato continua a discordar dos números do Governo, pois para se chegar ao montante previsto, a média das vantagens pessoais dos Auditores-Fiscais e Analistas tributários teria de equivaler a 100% do restante da remuneração. Além disso, só haveria impacto financeiro sobre as vantagens pessoais que incidissem sobre o novo vencimento básico, já que algumas delas só são corrigidas em caso de aumento geral dos servidores públicos, o que, aliás, não ocorre há vários anos.

A reunião no MPOG foi uma das atividades do GT (Grupo de Trabalho) criado no dia 27 de setembro passado em encontro no MPOG entre representantes das entidades sindicais e o secretário de Recursos Humanos do MPOG, Duvanier Paiva Ferreira. Novas reuniões com o secretário estão marcadas para os dias 17 e 22 de outubro.

INÍCIO

 

Manifesto
Vitória da Conquista pede apoio de Delegado

Na Assembléia Nacional realizada dia 2 de outubro, os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil lotados em Vitória da Conquista aprovaram um documentam em que manifestam “disposição de luta por uma remuneração compatível com a complexidade das nossas atribuições e que expresse a importância do nosso trabalho para a manutenção do Estado brasileiro”. Os colegas se dispõem a participar, inclusive, de um movimento paredista, se assim for necessário.

No manifesto, os Auditores-Fiscais de Vitória da Conquista solicitam o apoio do delegado local e pedem que ele leve ao conhecimento da superintendente regional da 5ª Região Fiscal a “insatisfação” e as “justas reivindicações” da Classe.

O manifesto de Vitória da Conquista pode ser lido anexo.

INÍCIO

 


DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL


dias para o Governo mostrar se valoriza os Auditores-Fiscais

CDS
Eleição na DS/São Paulo sai da pauta das reuniões

Nota técnica
Estudo sobre subsídio está na Área Restrita
Campanha Salarial
Unafisco e MPOG divergem sobre impacto financeiro
Manifesto
Vitória da Conquista pede apoio de Delegado
   
   

Boletim em
formato word