-->


Home
Brasília, 13 de novembro de 2007

ANO XI

Nº 2479

   

Campanha Salarial
Termina hoje paralisação de advertência dos Auditores

Hoje se encerra a paralisação de advertência de 48 horas dos Auditores-Fiscais. O objetivo do movimento paredista foi o de alertar para a nossa insatisfação com a demora do Governo em apresentar uma proposta definitiva que possa ser apreciada pela Classe. Após alguns avanços, como a proposta de remuneração por subsídio, as últimas reuniões resultaram em frustração porque o Governo, apesar de se comprometer com as propostas já apresentadas, alegou falta de tempo hábil para chegar a um consenso acerca de alguns pontos.

Mesmo reconhecendo as demandas que o Governo enfrenta neste momento, como a necessidade de mobilizar forças para aprovar a prorrogação da CPMF, a Classe tem deixado claro que quer uma definição mais célere de sua Campanha Salarial. Amanhã, dia 14, realizaremos uma Assembléia Nacional para apreciar a proposta prometida pelo Governo para logo mais, às 19h30, na reunião marcada para esse fim. Nessa oportunidade, iremos também avaliar os próximos passos da nossa Campanha Salarial.

Na última reunião, realizada no dia 6 de novembro, o secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Duvanier Paiva, comprometeu-se a apresentar na reunião de hoje a proposta para o salário inicial e uma solução para o problema do “fosso salarial”.

Assim como as carreiras da AGU (Advocacia-Geral da União) e da PFN (Procuradoria da Fazenda Nacional), nossa carreira também está organizada em três classes. Portanto, entendemos que não há impedimento para que o nosso salário inicial seja, pelo menos, o mesmo que foi oferecido para os servidores desses órgãos, ainda mais se levarmos em consideração a complexidade das ações desenvolvidas pelos Auditores-Fiscais.

Também não é possível admitir uma readequação paliativa que crie um novo fosso para os futuros ingressos na carreira. O fosso salarial pode e deve ser solucionado de acordo com as premissas delineadas em nossa tabela de transposição.

Mais uma vez, reiteramos que a Classe, durante toda a Campanha, privilegiou sempre o diálogo e a negociação, e até mesmo suspendeu uma paralisação convocada na expectativa por um detalhamento da proposta. Mas esse voto de confiança não é incondicional. Os Auditores-Fiscais estão mobilizados e mostraram isso nos manifestos divulgados durante essa paralisação de advertência, bem como pela participação expressiva da categoria.

INÍCIO

Mobilização
DS/Brasília promove café-da-manhã

A paralisação dos Auditores-Fiscais de Brasília foi marcada ontem (12/11) por um café-da-manhã no Hotel Nacional. O evento contou com a participação do presidente do Unafisco, Pedro Delarue, e do presidente da Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal), Lupércio Machado Montenegro.

Durante o evento, Pedro Delarue respondeu a questionamentos dos colegas e fez uma análise da conjuntura atual. Foram respondidas perguntas sobre a campanha salarial e sobre o processo de negociação em andamento.

Os colegas de Brasília elogiaram a decisão do Comando Local de Mobilização pela iniciativa de tornar a informação mais acessível e de dar total transparência à negociação. Também compuseram a mesa o presidente da DS/Brasília, Lúcio Flávio, o diretor de Assuntos Parlamentares da DS, George Alex Lima, e Rita de Cássia Alves Dias, presidente do Sindifiscal (Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil no Distrito Federal), filiado à Fenafisp.

INÍCIO

Movimento
DS/Manaus quer ampla participação

A paralisação em Manaus ontem (12/11) contou com a adesão de 70% dos Auditores-Fiscais nas Alfândegas do Porto e Aeroporto. A DS (Delegacia Sindical) do Unafisco organizou um café-da-manhã, durante o qual foram repassadas informações referentes à Campanha Salarial. O movimento, que continua hoje, também começará com um café-da-manhã.

A Diretoria Executiva da DS/Manaus reitera a necessidade da participação de todos os colegas, inclusive dos Auditores-Fiscais ocupantes de cargos em comissão, para demonstrar a importância do movimento paredista, a unidade e a determinação da Classe na Campanha Salarial.

INÍCIO

DS/Maceió
Colegas fazem manifestação em frente à DRF

Cerca de 90% dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil em Maceió/AL aderiram ao primeiro dia da paralisação de advertência de 48 horas, marcada para ontem (12/11) e hoje (13/11) em todo o país. Integrantes do Comando Local de Mobilização percorreram as diversas salas do prédio da DRF (Delegacia da Receita Federal) e conseguiram levar os colegas para fortalecer o movimento, concentrados do lado externo do prédio da DRF.

INÍCIO

Movimento
Paralisação atinge maior porto do Pará

O Comando Móvel de Mobilização dos Auditores-Fiscais do Unafisco, vinculados à DS (Delegacia Sindical) no Pará, da Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil) e do Sinait (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho) iniciaram suas atividades do dia de paralisação ontem (12/11) em frente ao Ministério da Fazenda. Em seguida, os colegas se dirigiram ao Porto de Barcarena, considerada a unidade aduaneira mais importante do Pará, e garantiram a paralisação naquela inspetoria.

O Auditor-Fiscal plantonista que cumpre os 30% previstos pela legislação garantiu que nenhuma carga, exceto os perecíveis, fosse liberada. Cerca de 30 colegas participaram dessa atividade levando a solidariedade da área de tributos internos aos colegas aduaneiros.

INÍCIO

Acre
Manifesto é entregue à delegada da RFB

A paralisação no Acre conta com a adesão de 95% dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil filiados ao Unafisco e à Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil). Ontem (12/11), eles entregaram à delegada da Receita Federal no Acre, Rosane Faria de Oliveira Esteves, o manifesto, aprovado em Assembléia Nacional, para externar “a imensa preocupação com os rumos da negociação salarial em curso”.

Os Auditores-Fiscais expuseram à delegada os objetivos da paralisação e da pauta reivindicatória da Classe. Ainda como parte da programação do dia de paralisação, a DS (Delegacia Sindical) do Acre ofereceu um café-da-manhã, que também será servido hoje (13/11) aos colegas da região. Leia anexo ao Boletim o manifesto do Acre.

INÍCIO

Manifesto
Colegas de Lages estão preocupados com negociação

Em manifesto aprovado ontem (12/11), Auditores-Fiscais lotados na DRF/Lages se mostram preocupados com o desenrolar das negociações realizadas com o MPOG (Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão), iniciadas há mais de 40 dias e sem um desfecho favorável.

“Somos a favor de uma negociação serena, sem a utilização de meios coercitivos que só desgastam as partes envolvidas. Para isso, se faz necessária uma posição imediata do Governo, dando o valor que nossa categoria merece”, afirmam os Auditores-Fiscais no manifesto que pode ser lido anexo.

Foto Legenda
Durante a paralisação da DRF Osasco/SP nessa segunda-feira (12/11), os Auditores-Fiscais participaram de café-da-manhã e de reunião no Auditório da DRF para discutir o movimento. Também foram colocadas faixas sobre o movimento em frente à Delegacia.

INÍCIO

 

DS/Paranaguá
Paralisação atinge todas as seções da Alfândega

Os Auditores-Fiscais filiados à DS (Delegacia Sindical) em Paranaguá demonstraram ontem (12/11), durante a paralisação, que estão mobilizados, aguardando o reconhecimento por parte do Governo da importância da Classe para o Estado brasileiro. Assim como ocorreu na última quinta-feira (8/11), todas as seções da Alfândega aderiram à paralisação em protesto contra a demora do Executivo em apresentar uma proposta de reajuste salarial que atenda às reivindicações dos Auditores-Fiscais, conforme decidido nas Assembléias Nacionais realizadas até o momento.

Durante o movimento ontem, nenhuma declaração de importação foi desembaraçada, nem houve atendimento ao público, além de outras medidas definidas nas reuniões de quinta e sexta-feira passadas. Os colegas lotados em Paranaguá esperam que as negociações entre o Governo e o Unafisco avancem significativamente na reunião de hoje à noite, evitando assim a deflagração de uma paralisação.

Programação - O espírito de luta dos Auditores-Fiscais lotados em Paranaguá já havia sido demonstrado na quinta-feira (8/11), quando a paralisação atingiu toda a Alfândega. Na parte da manhã, houve uma reunião entre representantes do Sindicato, o inspetor da unidade e ocupantes de cargos de chefia na qual foi discutido o panorama da Campanha Salarial até o momento. Depois, os filiados participaram de almoço oferecido pela DS/Paranaguá em Morretes. Na parte da tarde, foi realizada uma reunião para debater o alcance da paralisação e os futuros encaminhamentos do Unafisco para atingir os objetivos propostos.

INÍCIO

Apoio
Colegas visitam superintendente da RFB

Auditores-Fiscais visitaram ontem (12/11) à tarde a superintendente da Receita Federal do Brasil (4ª Região Fiscal), Lina Vieira, para tratar da Campanha Salarial. Compareceram ao encontro os presidentes das Delegacias Sindicais da 4ª RF, representantes do Sindafisp/PE e do Sindifisp/RN. Ao receber a pauta reivindicatória, a superintendente afirmou que apóia as solicitações da Classe e manifestou preocupação com a falta de uma proposta final por parte do Governo. O encontro foi parte da programação do primeiro dia de paralisação da Classe, que continua hoje em todo o país.

INÍCIO

DS/Porto Alegre
Classe continua mobilizada à espera da proposta

No primeiro dia (12/11) da paralisação de 48 horas dos Auditores-Fiscais, os filiados à DS/Porto Alegre demonstraram que continuam mobilizados, a exemplo do que ocorreu no último dia 8, na capital gaúcha. Pela manhã, durante café no restaurante do Ministério da Fazenda, foram discutidos os resultados da paralisação da última quinta-feira em todo o Brasil e a necessidade de a Classe permanecer mobilizada, participando das atividades programadas.

Ontem à tarde (12/11), houve um debate entre os Auditores-Fiscais sobre a prorrogação da CPMF. Hoje haverá novamente um café-da-manhã, a partir das 9 horas, no mesmo local, seguido de almoço na sede da Delegacia da Receita Federal. Para o fim da manhã, está prevista uma mobilização diante do prédio do Ministério da Fazenda, em Porto Alegre.

A idéia é reunir o maior número de colegas para demonstrar a força da Classe e discutir as próximas ações do movimento, tendo em vista a expectativa de todos com a apresentação da proposta do Governo, programada para esta noite.

INÍCIO

 

Goiás
Adesão chega aos 90%

Durante o dia de ontem, cerca de 90% dos colegas filiados à DS/Goiás (Delegacia Sindical) cruzaram os braços em protesto contra a demora do Governo em formalizar uma proposta de reajuste salarial a ser apresentada à Classe. Pela manhã, foi realizada reunião de Auditores-Fiscais na sede da DRF (Delegacia da Receita Federal) em Goiânia, que contou com a participação de vários chefes de seção.

Durante o dia de hoje, a mobilização continua firme em Goiânia e Anápolis, cidades que concentram os filiados da DS/Goiás.

INÍCIO

São Paulo
Auditores-Fiscais estão indignados com adiamento do Governo

Os Auditores-Fiscais filiados à DS/São Paulo aprovaram ontem (12/11) um manifesto em que afirmam estar mobilizados e coesos em torno da Campanha Salarial 2007 e expressam indignação com o fato de o Governo adiar há 61 dias a apresentação de uma proposta salarial concreta que atenda aos legítimos pleitos da Classe.

No manifesto, os colegas paulistanos reiteram a reivindicação dos itens da pauta aprovados pela Classe, como a implementação da remuneração por subsídio, a garantia da paridade constitucional aos aposentados e o fim do fosso salarial, entre outros. Também expressam apoio à maneira como a DEN (Diretoria Executiva Nacional) “vem conduzindo as negociações com o Governo”.

Para os colegas filiados à DS/SP, a paralisação em inúmeras localidades do país demonstra ao Governo “uma sinalização de que cresce o clamor pelo imediato atendimento ao nosso pleito”. O manifesto está anexo ao Boletim.

INÍCIO

Evento
Ciclo de palestras para valorizar o Auditor-Fiscal

Hoje, das 11 horas às 16h30, durante a paralisação da Classe, a DS/São Paulo organizará o “Ciclo de Palestras para a Valorização do Auditor-Fiscal.” O evento ocorrerá na sede da Associação Unafisco Regional (Av. Prestes Maia, 748, Luz).

As palestras, que serão ministradas por Auditores-Fiscais, abordarão temas como “Casos de fiscalização: pessoas físicas”, “Fiscalização de fronteiras” e “Manual de fiscalização do Imposto de Renda Pessoa Física.” Além de o Auditor-Fiscal ampliar o conhecimento sobre diversos assuntos, será uma oportunidade de integração entre os colegas de todas as unidades da RFB da cidade de São Paulo.

Às 12h45, a DS/SP oferecerá aos colegas almoço no restaurante do Hotel São Paulo Inn (Largo Santa Ifigênia, nº 44, Centro).

INÍCIO

DRF Marília
Auditores querem que paralisação sirva de alerta

Os Auditores-Fiscais lotados da DRF (Delegacia da Receita Federal) em Marília, filiados ao Unafisco e à Fenafisp (Federação Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil), reuniram-se ontem (12/11) para um café-da-manhã e para a troca de informações, impressões e expectativas sobre a Campanha Salarial, como parte da programação do primeiro dia de paralisação naquela localidade.

A avaliação dos Auditores-Fiscais participantes é de que o movimento está forte e coeso, com maciça adesão da Classe. Eles reafirmaram que o processo de negociação séria e comprometida é o caminho para o atendimento dos pleitos e a solução das questões que afligem os integrantes da carreira.

Os filiados do Unafisco e da Fenafisp ressaltaram que o movimento paredista deve servir como alerta para a mobilização e o engajamento da Classe, que não deseja ver o processo de negociação tomar contornos de protelação indefinida, sem efetividade e perspectiva de avanços.

INÍCIO

Reivindicação
Auditores de Blumenau pedem fim do fosso salarial

Os Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil) filiados ao Unafisco Sindical em Blumenau (SC) enviaram à DEN (Diretoria Executiva Nacional) manifesto em que pedem que a Classe pressione o Governo Federal para que apresente uma solução definitiva à questão do fosso salarial.

No texto, os colegas fazem uma retrospectiva das reuniões da Campanha Salarial deste ano e do crescimento do fosso salarial desde que ele foi imposto à carreira da Auditoria-Fiscal de todo o Brasil.

“A solução definitiva para a questão do fosso salarial passa, necessariamente, pela elevação do salário inicial, sem o que se criaria um ‘novo fosso’. Paralelamente, a elevação do salário inicial reforça a própria importância do cargo, por atrair os melhores profissionais, mantendo o grau de excelência sempre demonstrado pela Classe”, subscrevem os Auditores-Fiscais de Blumenau.

A íntegra do manifesto está anexa ao Boletim.

INÍCIO

Manifesto
Sorocabanos defendem cautela

Na Assembléia Nacional realizada semana passada, dia 8 de novembro, os Auditores-Fiscais lotados em Sorocaba (SP) aprovaram um manifesto em que expressam posição contrária à paralisação de 48 horas. Os colegas justificam a decisão na postura do Governo em manter pontos já negociados que dizem respeito à forma de remuneração, ao cronograma de reajuste e à conjunção da última classe com igual padrão da AGU. Os Auditores-Fiscais defendiam, por enquanto, apenas um dia de paralisação. O manifesto, na íntegra, pode ser lido anexo.

INÍCIO

Mobilização
Colegas de Presidente Prudente criticam paralisação

Em manifesto enviado à DEN (Diretoria Executiva Nacional), os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil filiados à DS (Delegacia Sindical) do Unafisco Sindical em Presidente Prudente (SP) demonstram “contrariedade aos indicativos submetidos à categoria que sinalizam paralisação em data na qual está agendada reunião de negociação com interlocutores do Governo”.

Para os colegas, a paralisação, aprovada em Assembléia Nacional pela Classe no dia 8 de novembro, “não se coaduna com o processo de negociação”. A íntegra do manifesto de Presidente Prudente está anexa ao Boletim.

INÍCIO

Votação
Dados de Osasco são corrigidos

A DS (Delegacia Sindical) do Unafisco em Osasco (SP) informa que houve equívoco na tabulação de votos da Assembléia Nacional do dia 7 de novembro. Assim que o erro foi identificado, a DS pediu a correção ao CPD (Centro de Processamento de Dados) do Unafisco. Os dados corretos já estão disponíveis na área restrita do site do Unafisco.

INÍCIO

Serviço público
Servidores debatem remuneração por subsídio

O Unafisco, representado pelo seu presidente, Pedro Delarue, participou ontem (12/11) de seminário organizado pelo Sinal (Sindicato dos Servidores do Banco Central) para discutir a adoção do subsídio como remuneração. Também participaram pelo Unafisco a diretora de Aposentadoria, Proventos e Pensões, Clotilde Guimarães; o diretor-secretário Ricardo Skaf; e o diretor-adjunto de Estudos Técnicos, Roberto Barbosa.

Os servidores do BC analisam atualmente, por votação via internet, se aprovaram esse modelo de remuneração. Pedro Delarue, que discorreu sobre a decisão dos Auditores-Fiscais, integrou a mesa, composta por representantes do BC, da AGU, da Polícia Federal e do corpo jurídico do Sinal.

INÍCIO

Unafisco Saúde
Faturamento de mensalidades será alterado

O Unafisco Saúde comunica a seus beneficiários titulares que a partir do mês de novembro a cobrança das mensalidades será alterada para débito em conta corrente, na forma do que dispõe a Portaria SRH/MG 1.976, de 18 de outubro de 2007.

A portaria veda a realização de consignação em contracheque das mensalidades de planos de saúde pelo prazo de 90 dias, ou seja, de novembro/2007 a janeiro/2008. Leia mais

INÍCIO

DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

 

 

Mobilização
DS/Brasília promove café-da-manhã
DS/Manaus
Movimento deve contar com participação de todos
DS/Maceió
Colegas fazem manifestação em frente à DRF
Movimento
Paralisação atinge maior porto do Pará
Acre
Manifesto é entregue à delegada da RFB
Manifesto
Colegas de Lages estão preocupados com negociação
DS/Paranaguá
Paralisação atinge todas as seções da Alfândega
Apoio
Colegas visitam superintendente da RFB
DS/Porto Alegre
Classe continua mobilizada à espera da proposta
Goiás
Adesão chega aos 90%
São Paulo
Auditores-Fiscais estão indignados com adiamento do Governo
Evento
Ciclo de palestras para valorizar o Auditor-Fiscal
Auditores querem que paralisação sirva de alerta
Reivindicação
Auditores de Blumenau pedem fim do fosso salarial
Manifesto
Sorocabanos defendem cautela
Mobilização
Colegas de Presidente Prudente criticam paralisação
Votação
Dados de Osasco são corrigidos
Serviço público
Servidores debatem remuneração por subsídio
Unafisco Saúde
Faturamento de mensalidades será alterado
   
   

Boletim em
formato word