-->


Home
Brasília, 16 de julho de 2007

ANO XI

Nº 2397

   

Remoção
Diagnósticos elaborados pelas DSs serão discutidos em reunião da Comissão

A DEN continua recebendo os diagnósticos sobre remoção elaborados pelas DSs como contribuição para a realização da primeira reunião da Comissão sobre Remoção, marcada para o próximo dia 24. Os diagnósticos apresentam os entraves de remoção nas localidades das DSs; a apuração do número de fiscais que vieram para sua jurisdição oriundos da Previdência; e o levantamento da quantidade de fiscais previdenciários que foram removidos da jurisdição da DS ou vieram para ela nos últimos 12 meses. As Delegacias Sindicais que ainda não enviaram as informações podem fazê-lo pelo e-mail remocao@unafisco.org.br.

A reunião do dia 24 de julho foi acertada com a diretoria eleita da DEN, que será empossada em 1º de agosto, para que as ações em torno do tema tenham continuidade. A reunião da comissão vai ser o ponto de partida para a preparação do Encontro Nacional sobre Remoção, que discutirá todos os tópicos levantados pelos colegas nos últimos meses.

A Comissão sobre Remoção é composta por representantes das DSs e das Representações do Unafisco Sindical com o objetivo de orientar a discussão do Sindicato sobre a remoção dos auditores-fiscais e os problemas gerados pela fusão dos Fiscos.

INÍCIO

 

Auditores da DS/BH solidarizam-se com o colega Joaquim Corrêa Guimarães

Os auditores fiscais filiados à DS/Belo Horizonte divulgaram nota de solidariedade ao colega Joaquim Corrêa Guimarães, chefe do porto-seco de Varginha, em virtude da violência de que foi vítima por ocasião da busca e apreensão em sua residência, fato que também foi alvo do repúdio da DS/Varginha. O documento da DS/BH diz que o auditor foi submetido à execração pública, antes mesmo de qualquer indiciamento, acusação ou condenação, num atentado ao direito individual de presunção de inocência e, ainda mais, em desobediência à ordem judicial, que determinava a proibição de divulgação à imprensa.

A nota, que é assinada pelo presidente da DS/BH, Ewerardo Tabatinga, reafirma que a efetiva apuração de ilícitos conta e sempre contou com o apoio do Sindicato, ao mesmo tempo em que defende o direito constitucional à presunção de inocência e à ampla defesa, fundamentos do Estado Democrático de Direito, cuja inobservância remete à barbárie das condenações sumárias. Leia a íntegra da nota da DS/BH anexa ao Boletim.

 

INÍCIO


DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

Auditores da DS/BH solidarizam-se com o colega Joaquim Corrêa Guimarães

   
   

Boletim em
formato word