-->


Home
Brasília, 03 de outubro de 2005

ANO IX

Nº 1976

   

Auditores paralisam hoje. AN vai aprovando rejeição da MP se não for atendida a pauta mínima

Apurados os votos de 1.538 AFRFs de 65 localidades, até as 20 horas de sexta-feira (dia 30), o resultado parcial da Assembléia Nacional indicava a aprovação, por 57,8% dos votos, do indicativo que mantém a estratégia de lutar pela rejeição da MP 258 enquanto não for atendida a pauta mínima da categoria. A realização de operação-padrão nesta semana, com vistas a intensificar a luta pela aprovação das reivindicações e para reforçar o trabalho parlamentar, vem sendo aprovada por 81,12% dos votos.

Caso a aprovação desse indicativo seja mantida no resultado final da AN, 66,27% dos AFRFs entendem que essa paralisação/operação padrão deve se dar por 96 horas, de hoje a quinta-feira. Nas considerações dos indicativos, a DEN solicitou às DSs que nos enviassem o resultado local ainda na sexta-feira. Aguardaremos os resultados das DSs que ainda não enviaram até o final da manhã desta segunda-feira, quando fecharemos o resultado final. A última parcial, entretanto, já nos autoriza projetar o resultado pela paralisação por 96 horas.

INÍCIO

Semana exige união e disposição de luta de todos os AFRFs

Começa hoje mais uma semana que poderá ser decisiva para os AFRFs. O relatório da MP 258, do deputado Pedro Novais (PMDB-MA), tem grandes chances de ser colocado em votação amanhã. Mais uma vez teremos que partir para o corpo a corpo dentro do Congresso Nacional para alcançar o atendimento do que queremos e que não foi contemplado no relatório e, ainda, para impedir o avanço sobre nosso cargo. Dentro do plenário tudo pode acontecer. O governo está muito interessado em aprovar a fusão dos Fiscos e para isso pode tentar várias manobras, em detrimento dos nossos interesses. O próprio relatório pode ser alterado até o último momento, minutos antes da votação. Por outro lado, temos parlamentares muito interessados em “limpar” a pauta, para poder se dedicar à reforma eleitoral.

Ante esse cenário, é fundamental a presença de uma grande quantidade de colegas dentro do Congresso para atingir o maior número possível de parlamentares. Da mesma forma, é essencial a adesão de todos à paralisação/operação padrão de 96 horas, aprovada na Assembléia Nacional. Os colegas que não puderem vir a Brasília devem fazer o trabalho em suas respectivas bases.

Nossa união é indispensável para o alcance de nossos objetivos comuns.

INÍCIO

Sepultado colega assassinado em Maringá (PR)

Foi sepultado no final da tarde de sexta-feira o corpo do colega AFRF José Antônio Sevilha de Souza, chefe da Seção de Controle Aduaneiro (Saana) da DRF de Maringá. O colega foi executado dentro de seu carro, quando saía de casa, por volta das 21 horas de quinta-feira. O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, compareceu ao velório.

A diretora de Defesa Profissional do Unafisco, Nory Celeste, manteve contato na sexta-feira com o presidente da DS/Maringá, Edair Ribeiro da Silva, e comunicou que a DEN está à disposição da DS para ajudar nas gestões junto à Administração.

A Polícia Civil e a Polícia Federal estão investigando a motivação do assassinato, mas já têm a convicção de que foi uma execução planejada. Foi descartada a hipótese de que o crime tenha sido motivado por um assalto, já que não foi levado nenhum bem do AFRF. Existe a possibilidade de que a execução tenha relação direta com o exercício do cargo.

A perda de um colega, em circunstâncias tão bárbaras, causa profunda consternação a toda a nossa categoria. O Unafisco acompanhará as providências que serão tomadas para a elucidação do crime e espera empenho máximo das autoridades para que os assassinos de nosso colega não fiquem impunes.

O Sindicato presta toda a solidariedade à família e amigos do colega assassinado. Há muito que a nossa entidade alerta para o fato de que a violência contra os AFRFs não pode ser creditada apenas à realidade das localidades onde vivem. A violência tem relação direta com a natureza da nossa atividade, que é o combate ao crime organizado, ao contrabando e à sonegação.

Solidariedade – Em moção aprovada na assembléia de sexta-feira, dia 30/09, os AFRFs filiados à DS/Curitiba se manifestaram em solidariedade aos familiares do colega assassinado. Eles cobraram também que a SRF e o Ministério da Justiça, por meio da Polícia Federal, atuem no episódio, buscando esclarecer e punir os responsáveis no menor tempo possível.

Os colegas lembram que a situação no Aeroporto de Viracopos permanece sem a devida solução e solicitam a tomada de medidas que visem a aumentar o nível de segurança dos servidores, prevenindo e evitando a repetição da ocorrência de fatos dessa natureza.

A moção da DS/Curitiba está anexa.

INÍCIO

DSs/Niterói e Vitória se posicionam contra treinamentos

As DSs de Niterói (RJ) e Vitória (ES) aprovaram o encaminhamento de uma sugestão de indicativo à DEN para ser levada a próxima assembléia, segundo o qual os colegas deverão recusar-se a participar de treinamentos ou qualquer outra ação relacionada à fusão dos cargos, antes da votação definitiva da MP 258.

As sugestões das DSs/Niterói e Vitória estão anexas.

INÍCIO

DS/Joinville propõe apresentação de DVSs

Os associados da Delegacia Sindical de Joinville consideram que o relatório sobre a MP 258, apresentado pelo deputado Pedro Novais (PMDB-MA), contempla reivindicações de grande importância, representando um avanço significativo com relação ao texto original da MP. Para os colegas, a rejeição do relatório implicaria um possível retrocesso e a DEN deve se posicionar favoravelmente com relação à sua aprovação, buscando atingir as reivindicações não contempladas por meio de Destaques para Votação em Separado.

O manifesto da DS/Joinville está anexo.

INÍCIO

Indicativo sobre ação da GDAT será submetido à nova assembléia

Conforme já noticiamos, o indicativo 5 das considerações da assembléia do dia 30/09 foi publicado com uma incorreção em relação às propostas de prestação de serviço para a ação de execução da GDAT. Diante dessa situação, o Unafisco decidiu que, para que não pairem dúvidas a respeito do resultado, submeterá a matéria novamente à apreciação dos AFRFs na próxima assembléia.

DIRETORIA EXECUTIVA NACIONAL

INÍCIO

- Proposta DS Vitória

- Proposta Joinville

- Proposta DS Niterói

- Moção de solidariedade DS Curitiba

 

 

Semana exige união e disposição de luta de todos os AFRFs
Sepultado colega assassinado em Maringá (PR)
DSs/Niterói e Vitória se posicionam contra treinamentos
DS/Joinville propõe apresentação de DVSs
Indicativo sobre ação da GDAT será submetido à nova assembléia
 
 

Boletim em
formato word